Autonomia dos Carros Elétricos

links patrocinados

Autonomia dos Carros Elétricos

Autonomia dos Carros Elétricos

Sobre a Autonomia dos Carros Elétricos

Os carros elétricos são veículos movidos por um motor elétrico – cuja energia provem de baterias – ao invés de um motor movido pelos combustíveis tradicionais (gasolina, etanol e GNV). Além do motor, esse tipo de veículo apresenta outras alterações debaixo do capô, como a presença de um regulador que é alimentado pelo conjunto de baterias.

Esse novo tipo de veículo é encarado como uma perspectiva rumo à sustentabilidade – já que não há emissão de poluentes oriundos dos combustíveis tradicionais – e, também, como uma forma de agredir menos ao meio ambiente.

Os dois principais problemas na adoção dos carros elétricos são a autonomia das baterias e o abastecimento (recarga) do automóvel. Alguns modelos elétricos oferecem autonomia de 80 km e obrigam o motorista a deixá-lo carregando por horas. Já os carros híbridos, apesar de usarem baterias, ainda emitem poluentes, pois dependem em certa quantidade de combustíveis fósseis.

O pioneiro

Anunciado em 2009, o Nissan Leaf (que em inglês signigica Leading, Environmentally Friendly, Affordable, Family Car) é o primeiro carro elétrico do mundo a ser produzido e comercializado em escala comercial.

Oficialmente, a Nissan informa que o hatch tem autonomia para percorrer 160 quilômetros apenas com eletricidade. No entanto, testes realizados por jornalistas apontaram que o carro foi capaz de rodar 185 com o Eco Mode ligado, mas com ar-condicionado sendo utilizado em boa parte do trajeto. Ainda segunda a empresa, Segundo a Nissan, o novo Leaf recarrega até 80% de suas baterias em apenas 30 minutos, apesar de precisar de 8 horas para a carga completa.

O Leaf começou a ser vendido no Japão e nos Estados Unidos em dezembro de 2010. Na Europa, o veículo foi lançado em janeiro de 2011 em Portugal, em fevereiro na Irlanda e em março no Reino Unido. A Nissan planeja disponibilizar o carro de forma global a partir de 2012.

A evolução vem do Japão

Essa perspectiva de baixa autonomia está começando a mudar. Em maio de 2011 uma pequena empresa japonesa, chamada SIM-Drive, apresentou um novo modelo de carro que pode percorrer 300 km sem precisar recarregar as baterias.

Esse resultado seria resultado da eficiência das rodas motorizadas do veículo e ao baixo peso do seu chassi. Durante os testes, o protótipo foi capaz de rodar 333 quilômetros com uma única carga. Essa autonomia é praticamente o dobro do oferecido pelo Leaf, mas ainda perde para o Tesla Roadster.

O recordista

O Tesla Roadster é um carro esportivo elétrico, produzido pela empresa norte-americana Tesla Motors. O carro roda, oficialmente, 350 com uma única carga, mas sua autonomia chegou até a 500 quilômetros durante testes. O esportivo consegue acelerar de 0-100 km/h em 3,9 segundos.

Apesar da grande autonomia, nos Estados Unidos o Tesla custa de US$ 109 mil (cerca de R$ 177 mil), enquanto que o Leaf é vendido por US$ 26 mil (cerca de R$ 42 mil).

Carro Elétrico

Carro Elétrico

Uma boa ideia

Incentivada pelo aumento constante do preço do petróleo – e consequentemente da gasolina – a indústria automobilística de grandes potências mundiais começaram suas pesquisas e desenvolvimentos de um carro movido à energia. A partir daí, as montadoras entraram no jogo e se propuseram a expor em eventos suas ideias e design no que se dizia respeito a carros elétricos. Modelos diferentes e excêntricos foram apresentados ao público geral como promessa de um futuro com carros menos poluentes e com um combustível muito mais barato, e claro, a acessibilidade e durabilidade do motor ainda estavam em fase de estudos.

O carro elétrico foi ganhando força junto com a tendência da sustentabilidade ascendente em todos os países. No início, as vantagens eram muitas: menos poluição, menor preço, menos ruído… À primeira vista, parecia ser um negócio rentável. E muitas montadoras investiram em uma produção de massa que pudesse distribuir o novo produto para o consumidor final.

O lado ruim da boa ideia

Modelos de Carro Eletrico

As coisas estavam indo bem para as montadoras, para os idealizadores desse projeto incrível. Mas aí, alguns problemas começaram a aparecer e serem levantados como dúvidas pelos próprios consumidores: os carros são mais caros do que os automóveis que utilizam combustível comum (estes, por sua vez, tem impostos e preços cada vez menores e com condições de pagamento que melhoram a cada ano), os modelos disponibilizados até o momento são muito pequenos em relação aos veículos comuns, os postos de combustível ainda não estão preparados para receber esses automóveis, e além do mais, quem é que gostaria de ficar 8 horas ao lado de seu carro esperando que ele seja carregado para andar mais uma quantidade baixa de distância? Em uma viagem mais longa por exemplo, esse fator com certeza implica na decisão de não-compra de um carro elétrico.

Consertando…

Marcas de Carro Eletrico

O assunto sustentabilidade ainda é bastante latente em todas as sociedades, e não será abandonado facilmente. Ações sustentáveis já se mostraram eficientes no sentido econômico, e também quando se fala de desenvolvimento tecnológico, e esta capacidade, o Brasil já mostrou que tem.

Tendo em vista as desvantagens apontadas pelas montadoras e seus clientes, os pesquisadores e todos os envolvidos em fazer esse projeto dar certo, continuam estudando pela busca de uma solução que agrade cada vez mais ao público mundial, e o faça mudar de ideia na hora de decidir pela compra de um carro movido à combustível comum, ou à gasolina. Já se sabe que nos EUA, por exemplo, o carro híbrido (que mistura eletricidade e gasolina) já estão superando as metas de venda, o que demonstra que o público geral está aberto a novidades, mas elas precisam ser melhores desenvolvidas.

Incentivo

Carro Eletrico no Brasil

A ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico) mantém um site em que novidades são divulgadas frequentemente, e várias informações sobre os carros elétricos são disponibilizadas.

Nesse mesmo site, constam os incentivos existentes para quem deseja comprar um carro elétrico: quem mora em São Paulo, por exemplo, se isenta de fazer o rodízio de veículos no caso de possuir um elétrico; os empresários do setor de transporte também recebem um incentivo por parte do BNDES para a compra e investimento em frotas de ônibus elétricos; em vários estados do Brasil, os carros elétricos são até isentos de pagamento do IPVA, e em outros, o valor do imposto sobre o elétrico é diferenciado.

Capital híbrida

A capital do Paraná, Curitiba, já está investindo no transporte público por meio de ônibus híbridos desde o início de 2013. Começando com apenas uma linha que serviu como teste do novo modelo “Hibribus”, a iniciativa foi muito bem recebida pelos usuários: é um veículo muito mais silencioso e confortável, porque balança muito menos. Depois de aprovadas as primeiras viagens com o híbrido, a tecnologia está sendo adotada por outras linhas gradualmente. Essa iniciativa demonstra um avanço que levará, no futuro, a uma possível substituição por veículos totalmente elétricos. Estes, com certeza já terão evoluído bastante a ponto de se tornarem unanimidade. Apostas feitas?

Carro Eletrico 2013 Investimento no Carro Eletrico

Pesquisar
Artigos Relacionados