Aquífero Guarani

links patrocinados

Aquífero Guarani

Aquífero Guarani

O Aqüífero Guarani é caracterizado como a maior reserva subterrânea de água doce (potável) do mundo, embora recentes pesquisas apontam que o Aqüífero Alter do Chão (localizado nos estados do Norte, Amapá, Amazonas e Pará) pode ser ainda maior que o primeiro, devido aos novos mapeamentos e estimativas feitas. O Guarani fica localizado entre o centro oeste do Brasil e o Sul, além de outros países da América Latina, como o Paraguai, o Uruguai e a Argentina. O Brasil, entretanto, possui a maior área do aqüífero, abrangendo os estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Goiás.

Estimativas científicas afirmam que com esse armazenamento de água, seria possível abastecer o mundo todo durante um período de duzentos anos. Entretanto, a pesquisa não leva (nem pode levar) em consideração as alterações climáticas, bem como contaminações e desperdícios da água. O Brasil possui mais de oitocentos e quarenta mil quilômetros quadrados de área do Aqüífero, ficando em segundo lugar de extensão a Argentina, com pouco mais que duzentos e cinqüenta mil quilômetros quadrados. Ainda segundo estudos, a formação do Guarani ocorreu em períodos pré históricos de enchentes e afins.

Os estudos também apontam que, dependendo de variações em espessura, a estimativa é de que o volume do Aqüífero chegue a quarenta e cinco mil quilômetros cúbicos. Há muito vem se destacando a importância de cuidar da área, principalmente considerando seu valor para países estrangeiros e suas possíveis alterações de mercado – pense no poder de um país que controla a água potável no mundo, quando ela é escassa. E mesmo ainda durante o período em que ela não é rara, a água potável já desperta extremo interesse.

Mais informações

O impacto econômico e de preservação ao redor do Aqüífero também não é esquecido, posto que pode virar referência futuramente para abastecimento e afins. Em São Paulo e nos estados de fronteira, é encontrado também o Aqüífero Bauru, que é de menor extensão e mais superficial que o Guarani, mas pode ser uma opção de uso para fazendas e pequenas chácaras, agricultores, entre outros produtores da região. O Guarani, por sua vez, está localizado em uma área mais profunda, cerca de mil metros dentro da terra. A cada cem metros, a temperatura do solo aumenta três graus Celsius, o que significa que nessa profundidade, a água deve ultrapassar os cinqüenta graus.

Em São Paulo, o aqüífero é mais explorado, sendo que há preocupação de estudiosos quanto à contaminação da água, principalmente ao se considerar o contato com a poluição que os paulistanos possuem. O aqüífero enquanto intacto também possui funções ambientais, como manter a temperatura do solo na região, estar em contato com a vegetação, além das funções já citadas de abastecimento e cultivo agricultor. Por causa do contato com as pedras, é difícil para a água se mover apenas alguns metros, levando inclusive anos para completar apenas esse processo. Além disso, a água fica extremamente limpa e filtrada devido a essa pressão de passagem.

Fotos

Confira Fotos do Aquífero Guarani:

Aquífero GuaraniAquífero Guarani
O Aquífero pega estados do Brasil, Paraguai, Argentina e UruguaiO Aquífero pega estados do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai
O Aqüífero Guarani é a maior reserva subterrânea de água potável do mundoO Aqüífero Guarani é a maior reserva subterrânea de água potável do mundo

Pesquisar
Artigos Relacionados