Apagão Azamerica

links patrocinados

Apagão Azamerica

Apagão Azamerica

Sobre o Apagão Azamerica

O Azamerica é um dos receptores de satélite mais conhecidos no Brasil. O aparelho que permite que pessoas de todo o país consigam ter acesso à TV a cabo gratuita é utilizado por milhares de pessoas. Porém está sempre sujeito à apagões, já que é ilegal usufruir e não pagar pelo serviço.

As TVs por assinatura são o sonho de consumo de muitos brasileiros. Com o aumento da renda, o número de pessoas que assinam os canais a cabo está aumentando. Mas uma grande parcela da população prefere comprar os receptores de satélite e utilizar gratuitamente o sinal.

Neste último caso, o serviço é prestado da mesma maneira, ou seja, todos os canais da Sky ou Net, por exemplo, são disponibilizados. A diferença é que o aparelho da Azamerica precisa decodificar o código para que o sinal chegue normalmente. Caso contrário, nenhum canal será transmitido.

E é justamente através desta encriptação que as empresas fornecedoras da TV por assinatura protegem-se da recepção ilegal do serviço. Mesmo assim, como já citado, milhares de pessoas têm acesso ao serviço. Como as empresas sabem do problema, elas simplesmente mudam o código de tempos em tempos, causando um apagão entre os usuários do Azamerica.

Isso acontece porque o Azamerica necessita do desencriptador para o código da TV por assinatura. Se este for modificado, o desencriptador também precisa mudar e a equipe da Azmerica precisa fazer uma atualização para conseguir o desbloqueio do sinal.

Apagão

Quando acontece um apagão, o usuário precisa esperar pacientemente até a equipe do receptor conseguir desbloquear o sinal. Isso pode demorar horas, dias ou até semanas, já que, a cada tentativa de impedir o acesso gratuito, as empresas de TV por assinatura aumentam a dificuldade de desencriptação.

Apagão no Brasil

Apagão no Brasil

No dia 10 de novembro de 2009, numa terça-feira, houve um apagão generalizado no Brasil, tendo repercussão em mídias internacionais importantes como na CNN e no New York Times. O apagão atingiu em cerca de dez estados, com proporções diferentes em cada uma delas.

Motivo do blecaute no Brasil

O motivo foi apontado para uma falha de transmissão entre os estados do Paraná e de São Paulo. A Usina Itaipu soltou uma nota em sua página oficial no Twitter, após o apagão, que suas operações encontravam-se em perfeitas condições, não registrando assim nenhuma pane em suas instalações. Possivelmente o problema estava na transmissão que é de responsabilidade de Furnas.

Estados afetados pelo apagão

Entre a região mais afetada por causa do blecaute foi a Sudeste. As unidades federativas de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo ficaram totalmente sem luz. Já em Minas Gerais, o apagão foi parcial. Ficaram sem energia elétrica as regiões do Triângulo Mineiro e da Zona da Mata. Entretanto na capital mineira, Belo Horizonte, a luz não caiu durante a noite.

Também foi afetado devido o blecaute os interiores dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e partes de Pernambuco. Por conseguinte, o Paraguai que também é abastecido pela Usina de Itaipu, também ficou totalmente no escuro. A Usina comentou que o país vizinho veio a sofrer pelo que intitulou de efeito dominó.

Usina Hidrelétrica de Itaipu

A Usina Hidrelétrica de Itaipu está localizada no rio Paraná, na cidade de Foz do Iguaçu, fazendo fronteira com o Paraguai. A usina hoje é considerada a maior do mundo em geração de energia. Ela foi construída em uma atividade conjunta entre o Brasil e o Paraguai entre os anos de 1975 e 1982. Seu nome significa “a pedra que canta”, na língua guarani.

A Usina de Itaipu dispõe de uma potência de geração de 14.000 MW. Somente no ano de 2008, a Itaipu produziu mais de 94 bilhões de quilowatts-hora, atingindo assim o seu recorde de produção. Hoje ela fornece 90 % da energia consumida no Paraguai e cerca de 19 % da energia consumida no Brasil.

Pesquisar
Artigos Relacionados