Saiba qual o significado da Páscoa para o povo Judeu

links patrocinados

Com a aproximação da Páscoa, são vistos conceitos diferentes sobre esta data, já que a ela são atribuídos uma gama de significados. Um exemplo destes pode ser o fato de as crianças ficarem ansiosas, pois é nesta data em que elas comem seus ovos de chocolates, o que para os lojistas representa um outro significado, já que as vendas de chocolates aumentam muito neste período. Mas em sua origem, a Páscoa remete a um significado religioso. Conheça!

A Páscoa remete a um significado religioso

A Páscoa não significa apenas chocolate

Significado da Páscoa para a religião católica

Em se tratando de religiões, a Páscoa tem significados diferentes entre si. Por exemplo, para os católicos, a Páscoa significa comemorar a Ressurreição de Jesus Cristo depois que este morre pregado na cruz. É o período em que se comemora a reunificação entre o corpo e o espírito de Cristo. Por esse motivo, esta é uma das datas mais importantes do calendário católico.

Significado da Páscoa para a religião judaica

Para o povo Judeu e para todos aqueles que seguem a religião Judaica, a Páscoa remete a um tempo em que o povo de Israel se manteve em regime de trabalho escravo durante mais de 400 anos no Egito. Moisés recebeu de Deus a missão de libertar o povo deste regime, porém Faraó, que os mantinha em trabalho não queria libertá-los, desrespeitando o pedido de Moisés, mesmo sabendo que este provinha de Deus.

Assim, Deus teve de intervir de uma maneira mais drástica para que o Faraó fosse convencido a deixar o povo partir. Por este motivo, foram lançadas 10 pragas para que Faraó fosse convencido a deixar o povo escravizado partir. No entanto, mesmo com essas pragas em seu reino, o Faraó resistiu e somente libertou o povo após a concretização da décima praga, que consistia em perder seus primogênitos.

Para os cristão, a Páscoa é o momento de relembrar a Ressurreição

Páscoa e a libertação do povo judeu

Com isso a Páscoa está diretamente ligada a esta décima praga. Por este motivo, para que não perdessem seus primogênitos, os judeus, durante um período de sete dias, devem consumir apenas pães sem fermento, chamados de ázimos. Além disso, cada uma das famílias deveria promover o sacrifício de um cordeiro e após assá-lo, deveria comê-lo juntamente com ervas que fossem amargas. O sangue do animal, contudo, precisava ser depositado nas portas das casas. Assim, nada aconteceria com os primogênitos de tais famílias que executassem esse ritual.

Como o povo escravo estava partindo do reino, o Faraó viu o desejo de vingança aflorar em si e por este motivo tentou acabar com o povo que estava seguindo a Deus. O Messias interveio junto ao povo e eles conseguiram atravessar o mar vermelho a pé. E é exatamente este feito que faz com que a Páscoa para o povo judeu tenha um significado de libertação. Por isto, esta data é tão especial para todos que seguem esta religião.

Para os judeus, a Páscoa é momento de libertação

Significado da palavra Páscoa

A palavra Páscoa vem da língua Hebraica Pessach e a ela se atribui o significado de passagem, assim como na ocasião em que Deus abriu passagem para que o povo de Israel pudesse passar pelo mar vermelho.Por este motivo, muitos judeus, quando chega o período em que antecede a Páscoa, buscam comemorar esses sete dia que relembram o momento em que o povo escravo foi libertado por Deus.

Judeus têm um momento especial de almoço na Páscoa

Pesquisar
Artigos Relacionados