Reclamações PROCON

links patrocinados

Reclamações PROCON

Reclamações no PROCON

Compras bem-sucedidas são o que todos esperam de uma relação comercial, mas isso nem sempre acontece, principalmente quando a loja não é muito conhecida e nem os produtos são testados na hora da compra, aí começam as dores de cabeça, seja no mau funcionamento do produto ou na quebra de uma promessa com relação a um item opcional, todas estas questões precisam ser encaminhadas a um órgão responsável e este órgão chama-se Procon.

Sobre o PROCON

O Procon é um órgão de proteção e defesa do consumidor. Sua finalidade é orientar, fiscalizar e intermediar uma ação que diz respeito a venda ou prestação de serviços. Quando se efetua uma compra e esta não está de acordo com o código de defesa do consumidor, o comprador pode acionar o Procon para que seja resolvido o problema. Se a loja não atender as reclamações do cliente, o Procon pode encaminhar esta reclamação ao Juizado Especial Cível onde será julgado.

Atendimento Procon

O Procon pode ser acionado por carta, e-mail ou pessoalmente sendo muito importante a apresentação de provas que configurem dano ao cliente, quanto à utilização de um serviço ou compra de um produto.

Os Procons podem ser estaduais ou municipais, sendo que nem sempre todas as cidades o possuem, podendo ser utilizados por usuários de cidades próximas, primeiramente o Procon é constituído pelo Governo e a partir disso são criados outros Procons que podem estar em algumas cidades, ou somente nas capitais.

Principais reclamações encaminhadas ao PROCON

Procon no seu estado

São registradas anualmente mais de 2 milhões de reclamações pelo Brasil, seja na compra de produtos ou ao adquirir um serviço muitos brasileiros ficam insatisfeitos com pelo menos 40% das transações comerciais.

Dentre os vitoriosos em reclamações encontram-se os bancos, as companhias telefônicas e as operadoras de cartões de crédito liderando o ranking de mau atendimento. Atualmente 292 cidades possuem Procon e a procura da população aumentou devido à informação ter aumentado hoje as pessoas se preocupam mais em saber quais são seus direitos e lutam por eles.

Outras reclamações também aumentaram de proporção são elas TV a cabo, internet e operadoras de telefones celular, com o aumento nas aquisições destes setores, as reclamações também aumentaram as prestadoras de serviço não deram conta com tamanha demanda e as reclamações foram inevitáveis.

Codigo de Defesa do Consumidor

As mulheres lideram o ranking de reclamações ficando com 52% das queixas, as idades que mais formulam queixas são entre 30 e 40 anos, ficando com um percentual de 25% das queixas.

Código de Defesa do Consumidor

O Código de Defesa do Consumidor é um conjunto de normas e deveres dos fabricantes, vendedores e compradores de produtos ou serviços. Ao efetuar uma compra, o individuo precisa estar ciente de seus deveres e direitos e como proceder em caso de defeito ou quebra em algum contrato, seja na compra ou adquirindo um serviço.

O Código existe há mais de 20 anos e é colocado em prática através do Procon. As empresas através do código têm se conscientizado e cumprido as normas determinantes das vendas, graças ao código tem havido respeito e comunicação eficaz entre empresa e consumidor. É importante a população saber que as leis só podem ser levadas a sério se os consumidores buscarem se informar e saber quais são de fato, seus direitos.

Ranking Procon Regras do Procon

Pesquisar
Artigos Relacionados