Evolução humana

links patrocinados

Evolução humana

Evolução humana

Quem nunca ouviu falar em evolução humana já deve saber de alguma outra maneira que nem sempre as pessoas foram da maneira como são atualmente. A principal característica que podemos destacar é a própria postura do homem, sendo que no início da espécie a tendência era manter a aparência mais curvada, pois usavam as pernas e os braços para se locomoverem.

Mudança histórica

Quando se fala em evolução “humana”, normalmente a referência é imediatamente feita à espécie ‘Homo’, mas esse não é necessariamente o caso. Outras espécies de hominídeos também são englobadas nessa pesquisa, como os australopitecos. No decorrer da história, os humanos se afastaram dos autralopitecos, fato comprovado com anos de estudo sobre esse assunto.

O ancestral comum mais próximo dos seres humanos é o chipanzé, sendo que essa relação próxima data de 5 a 7 milhões de anos atrás. A própria maneira como os hominídeos se locomoviam era parecida com a dos chipanzés, e a formação do corpo também.

A hipótese mais aceita atualmente e a mais provável de estar certa é que os hominídeos nasceram na África e depois migraram para os outros continentes do mundo. Essa teoria se chama “hipótese da origem única”, que já mostra no seu nome qual é a base da crença.

Representações atuais

Diversos filmes e documentários tentam mostrar como aconteceu a evolução humana. Uma das mais marcantes representações é a de Stanley Kubrick no filme ‘2001: Uma Odisséia no Espaço’. Em uma das cenas iniciais, o diretor coloca os então seres hominídeos parecidos com chipanzés.

Além disso, outros documentários tentam reproduzir como deve ter sido a descoberta da roda e do fogo. São esses artifícios que fazem com que a evolução tenha acontecido. Um dos principais motivos para não termos tanto pêlo quanto antigamente é a possibilidade de nos aquecermos de outras maneiras, sendo que isso começou com o fogo.

Para saber tudo sobre todos os detalhes da evolução humana basta fazer algumas pesquisas e se informar sobre o assunto. Para tentar entender um pouco sobre como chegaram à teoria, vale conferir o filme ‘A Criação’, que conta a história de Charles Darwin, um dos principais cientistas dessa área.

DNA Recombinante e DNA Mitocondrial

DNA Recombinante e DNA Mitocondrial

Sobre o DNA

Os avanços da pesquisa científica permitiram muitos avanços para o ser humano. Hoje, podemos compreender melhor sobre todos os organismos formam o que somos, as suas características. Graças a essas pesquisas, podemos ter transplantes de órgãos melhores, clonamos organismo que estão entrando em extinção para que continuem a viver… tudo isso é possível graças a uma coisa: a observação do Dna.

O Dna, ou cientificamente falando, o ácido desoxirribonucleico, é o componente do organismo que contém todas as informações sobre todas as coisas vivas, é um mapa de informações genéticas. A cor da pele, dos olhos, cabelo e possíveis doenças, estão todas escritas nele.

O Dna está presente em todas as células do organismo. Então, para obtermos o nosso mapa não precisamos fazer necessariamente um exame de sangue. Basta um pedaço de cabelo, uma pontinha de pele morta ou um dente para sabermos tudo.

Pode-se utilizar o Dna de diversas formas para obter as informações necessárias ou até mesmo criar novos compostos orgânicos tão importantes para o homem.

Dna Recombinante

O Dna recombinante é uma seqüência de informações artificiais que resulta em novas combinações diferentes de Dna. Ou seja, é a mistura que transforma um organismo em outro. A responsável por ela manipulação é a engenharia genética.

A pesquisa em torno do Dna recombinante recebeu o Prêmio Novel de Fisiologia e Medicina em 1978. Com a pesquisa, os cientistas Werner Arber, Daniel Nathans e Hamilton Smith conseguir unir fragmentos o Dna e liga-lo com outro. Dessa forma, as novas enzimas conseguiram desenvolver novo compostos.

Atualmente, o Dna recombinante é utilizado na produção de insulina e interforana, proteínas de sangue, hormônios de crescimento, vacinas e ativadores de defesas orgânicas no tratamento de câncer. Também é utilizado para a clonagem, vida sintética e os populares testes de paternidade.

Dna Mitocondrial

O Dna mitocondrial é a informação genética que está dentro da mitocôndria, e não no núcleo da célula. Ele é estudado para a compreensão da evolução dos seres. Ou seja, com ele, a evolução do homem e outros serem vivos pode ser analisada para sabermos como esses processos ocorreram e quais foram as mudanças provocadas.

 

 

Pesquisar
Artigos Relacionados