Dicas de livros de jornalismo literário

links patrocinados

Dicas de livros de jornalismo literário

O jornalismo literário é caracterizado por situações reais contadas de forma não técnica pelo jornalista. Conhecido também a partir da década de 50 como “O Novo Jornalismo”, o ato de unir fatos reais em uma narração romanceada é utilizada, entretanto, a muito tempo. Quem gosta desse tipo de leitura não deve deixar de conferir as Dicas de livros de jornalismo literário.

”Frank Sinatra teve um resfriado”

Dicas de livros de jornalismo literário Confira as Dicas de livros de jornalismo literário

Entre as obras mais famosas das Dicas de livros de jornalismo literário está “Frank Sinatra tem um resfriado” (Frank Sinatra has a cold) de Gay Talese. A história da obra é interessante: após Frank Sinatra desmarcar uma entrevista com Talese por causa de um resfriado, o jornalista começou a seguir o cantor durante 3 meses para analisá-lo.

É uma das Dicas de livros de jornalismo literário essenciais dessa categoria, não houve nenhuma conversa com o artista, somente observação e entrevista com outras pessoas. Mesmo sem a ajuda de Sinatra, o livro chegou às livrarias na década de 60 e até hoje se mantém como um marco.

Saiba as Dicas de livros de jornalismo literário

Dicas de livros de jornalismo literário: “Hiroshima”

Outra obra que precisa ser citada entre as Dicas de livros de jornalismo literário é “Hiroshima”, narração do americano John Hersey. Ele traz a visão de moradores da cidade japonesa de Hiroshima durante a segunda guerra mundial, na qual uma bomba química foi jogada. Experiências e acontecimentos são retratados pelo jornalista. Antes de virar um livro, Hersey ganhou o Prêmio Pulitzer por um artigo escrito sobre o assunto.

Dicas de livros de jornalismo

Obra do profissional Caco Bacellos

Mas não são somente os escritores de outros países que possuem bons exemplos de obras nesse estilo. Conhecido em todo o território nacional, o jornalista brasileiro Caco Bacellos também é escritor de uma das Dicas de livros de jornalismo literário. Sua publicação mais famosa é “Rota 66 – A história da polícia que mata”, que se encaixa também na categoria de jornalismo investigativo e policial.

Depois de uma profunda pesquisa de campo que durou 5 anos, Caco Bacellos traz uma narração sobre o chamado “esquadrão da morte”, que agia na cidade de São Paulo. Como uma crítica veemente ao corpo da Polícia Militar, ele mostra ações dos PMs para o extermínio de pessoas e grupos. Como uma das Dicas de livros de jornalismo literário, é essencial para quem gosta de ler histórias reais.

Dicas de livros de jornalismo literário - saiba mais

Dicas de livros de jornalismo literário: a obra de Hamilton Ribeiro

Outra publicação brasileira entre as Dicas de livros de jornalismo literário é do prestigiado José Hamilton Ribeiro. “O gosto da guerra” faz parte de uma pesquisa do jornalista sobre a Guerra do Vietnã, da qual o mesmo presenciou. Mas Ribeiro não fala somente dos lados que conhecemos da guerra, como a violência e o sangue, ele também cita o lado mais humanizado que percebeu.

O recebimento de cartas falsas pelos soldados, os acontecimentos dentro do hospital e o resgate de feridos são temas abordados. Como uma das Dicas de livros de jornalismo literário, durante sua apuração, o profissional pisou em uma mina que o deixou debilitado para sempre. Vale a pena conferir o trabalho desse jornalista que não deixou de escrever, mesmo com as adversidades pessoais.

Pesquisar
Artigos Relacionados