Como ser uma boa madrasta

links patrocinados

Como ser uma boa madrasta

Entrar em uma relação onde o parceiro já tenha filhos não é uma situação fácil, principalmente quando estes são pequenos ou adolescentes. Confira agora algumas dicas de Como ser uma boa madrasta.

Tente construir um novo tipo de relação

Como ser uma boa madrasta Confira Como ser uma boa madrasta

Quando se chega em uma casa onde os enteados moram ou mesmo que visitem o pai com frequência, uma das dicas de como ser uma boa madrasta é tentar construir uma relação aos poucos, sendo que este não vai ser um relacionamento como o de mãe e filho. Se a criança ou adolescente sentir que você está competindo pelo cargo materno pode haver uma rejeição.

Se a personalidade do enteado por muito difícil de lidar, a recomendação é tentar entender o porquê isso ocorre. As filhas, por exemplo, podem sofrer com ciúmes do pai com outra mulher. Nesse caso a dica principal de como ser uma boa madrasta é conversar e escutar tudo o que os enteados querem falar, já que uma relação de amizade é a primeira que deve ser construída.

Boa madrasta

Como ser uma boa madrasta: não tente colocar pai contra filhos

Quando a madrasta entra em uma relação de pai e filho ela deve entender que não é responsável pela educação dos mesmos, mas que, mesmo assim, deve ser firme em relação aos maus comportamentos. Mesmo que isso ocorra, uma recomendação de como ser uma boa madrasta é nunca tentar jogar o parceiro contra os seus próprios filhos.

Muitas vezes, a rejeição dos enteados pode ser algo dolorido para ambos no casal, mas essa situação deve ser lidada com leveza. Procure se sentar com crianças ou jovens e entender o que está ocorrendo, sendo que a conversa volta de novo a ser uma das principais dicas de como ser uma boa madrasta.

Saiba Como ser uma boa madrasta

Proteja as crianças

Mesmo que a nova relação não seja de mãe e filho, procure proteger o filho do parceiro como se fosse seu. Mostre que está sempre disposta para ajudar e dar conselhos com os problemas que eles possa estar enfrentando. Caso eles ainda sejam crianças, uma das dicas de como ser uma boa madrasta é sentar-se na mesa e ajudar com a tarefa de casa, por exemplo.

A atenção é essencial nesses casos, já que muitas pessoas podem estar sentindo falta da presença materna em suas vidas, principalmente na fase da infância. Outra das principais indicações de como ser uma boa madrasta é ainda tentar não se exaltar muito e nem gritar com os enteados, que podem não aceitar a madrasta ainda como uma autoridade dentro de casa.

Como ser uma boa madrasta - saiba mais

Como ser uma boa madrasta: o que não fazer

Junto às dicas de Como ser uma boa madrasta há algumas atitudes que nunca devem ser feitas perto dos enteados. A mais catastrófica delas é falar mal da mãe deles, um erro fatal e que pode comprometer todo o relacionamento saudável que se deseja criar com os filhos de seu novo parceiro. É também importante tentar lidar de forma saudável com a mãe deles, para não causar atritos.

Pesquisar
Artigos Relacionados