Candomblé: origem, história e características

links patrocinados

Candomblé: origem, história e características

O candomblé é, sim, uma religião. Ele é comumente considerado como uma religião nascida no Brasil, porém teve suas origens no continente africano. A origem do Candomblé é africana e a história da religião contém grandes e difíceis episódios em sua existência.

O Candomblé é algo muito amplo para ser estudado, ou mesmo descrito em tão pouco espaço. Mas em síntese é o conjunto de divindades e práticas (rituais) trazidos pelos escravos negros para o Brasil, principalmente no século XVIII.

Em cada país africano e em cada tribo, são cultuadas entidades diferentes e é exatamente isso que torna as características do Candomblé tão amplas. Nem mesmo as origens exatas a respeito da história do Candomblé são conhecidas.

Principais características do Candomblé

Candomblé: origem, história e características Candomblé

Primeiramente é importante saber que há vários tipos de crenças, de acordo com cada nação. Isso remete à cultos diferentes, entidades diferentes e costumes diferentes, fato que torna o estudo do Candomblé muito difícil e demorado. Mesmo assim, é possível saber que há uma hierarquia bem definida com relação aos membros das casas e aos sacerdotes.

É sempre bom lembrar que os costumes que os praticantes de Candomblé no Brasil (que hoje já significam 1,5 % da população) têm são os ensinados de geração para geração desde os líderes dos assentamentos escravos. É isso que faz com que as pessoas achem que a religião nasceu no Brasil.

Uma das principais características do Candomblé é o terreiro. O terreiro é um local designado para a prática de rituais do Candomblé, como oferendas e comunhão com os orixás protetores. Os terreiros já foram (ainda são) muito visados pelos preconceituosos. Atualmente são protegidos por lei nacional desde 1975.

Candomblé: origem

O preconceito no Brasil e a Lei de proteção aos terreiros

Os praticantes do Candomblé são comumente confundidos com macumbeiros, umbandistas e outras religiões afro-brasileiras e são vistos, principalmente pelos cristãos protestantes, como uma religião que vai contra a Bíblia e os princípios de Deus. Um dado importante é o fato de que o Candomblé é uma religião monoteísta. Algumas entidades cultuadas são como os santos da Igreja Católica, e não são consideradas deuses.

Mesmo assim, o preconceito ainda é muito grande, mesmo que mais de 70 milhões de pessoas no Brasil pratiquem ou participem de cultos do Candomblé, mesmo que ocasionalmente.
Se você já foi ou frequenta um lugar como o terreiro, saiba que isso é totalmente legal e é a coisa mais normal do mundo!

Candomblé: história

A diversidade de religiões no Brasil

Com a visita do Papa Francisco em 2013, uma questão foi colocada à tona por ele: devemos estar sempre em comunhão e fazer o bem uns aos outros. E é isso que importa. Se as características e a origem do Candomblé é diferente, devemos respeitá-las, assim como eles respeitam todos aqueles que são contrários à sua filosofia e suas crenças.

Candomblé: características

Saiba mais

Se você nunca foi em algum terreiro e acha que tudo não passa de um grande absurdo, saiba que você pode se encontrar lá! Não seja preconceituoso, respeite as crenças do próximo e pratique você a sua religião. Candomblé também deve ser respeitado!

Pesquisar
Artigos Relacionados