As diferenças e relações entre autoestima e autocuidado

links patrocinados

As diferenças e relações entre autoestima e autocuidado

A melhor maneira de começar o seu dia é acordar, se olhar no espelho, se sentir feliz e de bem com a vida e consigo mesmo. Mas, não são todos os dias em que você acorda com toda essa disposição, não é mesmo? Por isso, é fundamental aprender a se enxergar de uma maneira melhor, lembrando sempre de suas qualidades e procurando cuidar melhor de si.

Confira mais

As diferenças e relações entre autoestima e autocuidado Conheça As diferenças e relações entre autoestima e autocuidado

Autocuidado aparece aí, nos cuidados com a pele e com o cabelo, naquela vontade de tomar um banho gostoso e um pouco mais demorado, na atenção na hora de escolher a roupa ideal, etc. O autocuidado, nada mais é do que aqueles momentos dedicados a nós mesmos, que demonstram que você se preocupa principalmente com o seu bem-estar. Afinal, o amor próprio é uma peça essencial para o aumento da autoestima e para tenta-la sempre mantê-la elevada.

Autocuidado

Conhecendo seu eu interior

O autocuidado, apesar de ser o berço para uma autoestima elevada, vai além da atenção com os detalhes e peculiaridades do corpo. Por isso, ter um autoconhecimento é essencial para se ter amor próprio e autocuidado. Saber as suas necessidades e capacidades e conhecer os próprios limites são características essenciais para entender o funcionamento do nosso corpo. Por isso, quando você começa a se questionar sobre o que realmente te motiva, se você está feliz ou por quanto tempo consegue ficar sem descanso, você começa a entender o que é autocuidado e a entender também o que é amor próprio.

Autoestima e autocuidado

Relação entre a autoestima e o amor próprio

A autoestima, muitas vezes, é baseada não somente no que pensamos sobre nós mesmos. Ela costuma valorizar também a opinião do outro. Por isso, uma crítica ou um elogio acaba tendo um efeito muito grande, seja para o mal ou para o bem, dependendo basicamente da maneira como nos vemos.

Na maioria das vezes, uma crítica em momentos de tristeza ou de mais fragilidade, acaba tendo um efeito devastador para algumas pessoas. O grande erro está em se esquecer do amor próprio e usar a opinião dos outros como forma de estabelecer o seu astral. Isso porque, indivíduos com essa personalidade, deixam de enxergar as suas qualidades e passam a viver apenas em função de não decepcionar aos outros ou para agradar os outros.

As diferenças e relações entre autoestima e autocuidado - saiba mais

Mandando a rejeição para longe

A rejeição é um dos fatores que prejudicam a autoestima, já que ser aceito pelo meio social é o mais importante para a maioria das pessoas. Mas, como equilibrar esse problema e como agradar os outros e a você mesmo? Primeiramente, deve-se ser cuidadoso consigo mesmo. Procure realizar atividades relaxantes e que lhe proporcionem prazer. Uma boa dica também é usar roupas confortáveis, tomar banhos relaxantes, comer a comida que você mais gosta e se olhar no espelho e exaltar todas as qualidades que você possui. Procure se abstrair dos problemas que o rodeia, nem que seja por alguns instantes.

Pesquisar
Artigos Relacionados