Tratamento da ansiedade

links patrocinados

Tratamento da ansiedade

Tratamento da ansiedade

A ansiedade é um sentimento inerente ao ser humano que pode ser um tipo de reação a uma situação real ou imaginária, envolvendo sensações de paranóia, medo, nervosismo, ânsia e afins. Pode envolver diferentes sintomas como suar frio, suor nas mãos e juntas, mãos trêmulas, gaguejar, perda de pensamento lógico, sensação de adrenalina, respiração rápida, batimento cardíaco acelerado, estômago vazio, entre outras possibilidades dependendo do indivíduo em questão e da situação em que o sujeito está exposto.

Um exemplo muito prático dessa variação é fazer com que uma pessoa que tem medo de altura ande na roda gigante – a sensação de ansiedade só vai aparecer em casos semelhantes e não em outros que podem causar ansiedade para outras pessoas, como apresentar um trabalho na frente de centenas de pessoas. Ou seja, cada um tem ansiedades diferenciadas, embora para alguns isso envolva muitas situações específicas ou mesmo um problema de relacionamento social, como síndromes de autismo, asperger’s, etc.

Especialistas explicam que a ansiedade, quando em doses moderadas ou controladas pode ser benéfica – resulta em ultrapassar obstáculos estressantes sem tanta dificuldade (é tão primordial que contribuiu diretamente para a sobrevivência das espécies). Mas esses mesmos profissionais alertam que quando ela aparece com uma frequência elevada ou até mesmo média, muitas vezes sem motivo aparente ou justificativa, pode acabar se tornando um distúrbio e merece ser tratada como tal (visto que não há cura).

Mais informações

Segundo informações, pelo menos três por cento da população mundial sofre de ansiedade, sendo que ela pode acabar se tornando recorrente. Algumas das opções para tratamento incluem remédios em cápsulas ou spray, bem como pequenas ampolas para os pacientes que também apresentem crises asmáticas. Em níveis mais aprofundados, são receitados remédios antidepressivos, remédios naturais e também tranqüilizantes (como por exemplo a benzodiazepina, entre outros).

A terapia com psicólogos, terapeutas ou até mesmo psiquiatras podem contribuir para tentar identificar a origem das crises (se tem a ver com um trauma de infância, uma insegurança pessoal, um problema profissional, etc.). Nesses encontros que geralmente são semanais ou quinzenais, o paciente deve contar um pouco da sua vida e da sua visão de si e das outras pessoas, bem como se sente durante o acontecimento dessas crises e quais as situações que lhe causam ansiedade, por exemplo. Cada pessoa possui uma história específica, além de reagir de forma única aos remédios, por isso que se deve agir com cautela na hora de investigar a origem da ansiedade.

Outros sintomas que estão ligados à ansiedade e ao nervosismo (seja durante a situação ocorrida, após ou ainda consequências do tratamento) podem ser boca seca, instabilidade ou desmaio, confusão mental temporária, dor muscular, vertigem, vômito, sensação de nó na garganta (dificuldades para engolir), entre muitos outros. A ansiedade pode afetar diretamente a sua produtividade, seja profissional ou estudantil, bem como deixar a pessoa mais afastada de relacionamentos sociais ou desafios de qualquer forma (que geralmente resultam em melhorias na auto estima e também na nossa vida como um todo), por isso sempre se recomenda a ajuda profissional.

Fotos

Confira Fotos do Tratamento da ansiedade:

Tratamento da ansiedadeTratamento da ansiedade
Alguns alimentos podem atenuar os sintomas da ansiedadeAlguns alimentos podem atenuar os sintomas da ansiedade
A ansiedade pode ser tratada com medicamentos e boa alimentaçãoA ansiedade pode ser tratada com medicamentos e boa alimentação

Pesquisar
Artigos Relacionados