UFMG Copeve

links patrocinados

UFMG Copeve

UFMG Copeve

Sobre a UFMG Copeve

Criada em 1988, a Copeve da UFMG – sigla para Comissão Permanente de Vestibular – é o órgão que se responsabiliza pela estrutura do vestibular da instituição. Antes desta comissão, as provas eram organizadas por uma comissão técnica, menos especializada.

A Copeve é composta por um Conselho Acadêmico e um Conselho Curador, responsáveis por uma estrutura que envolve mais de 10 mil pessoas entre professores, funcionários e estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais.

O que faz a Copeve

Organizar um concurso vestibular é mais difícil do que parece. Para dar conta desta tarefa, a Copeve precisa formar equipes de trabalho – elaboradores e aplicadores de provas, seguranças etc -, formular o edital e o conteúdo das provas do vestibular, inscrever candidatos, separar locais de prova, diagramar e imprimir os cadernos de questões.

Após a realização do vestibular, a comissão anda se responsabiliza pelo suporte ao registro dos candidatos aprovados, análise dos resultados, publicação de livros com comentários sobre todas as questões do vestibular daquele ano e, por fim, avaliar todo o processo operacional realizado.

A UFMG

Sediada em Belo Horizonte, a UFMG também possui instalações em Montes Claros e Tiradentes. É uma das universidades mais prestigiadas do pais. Pelo grande envolvimento em ensino, pesquisa e extensão, é uma das universidades que mais recebem recursos do Governo Federal, segundo o MEC.

O Índice Geral de Cursos, que avalia as universidades brasileiras, atribuiu nota 5 – a nota máxima – à UFMG, colocando-a na terceira posição dentre as melhores do Brasil. Se forem levadas em conta todas as áreas do conhecimento, a UFMG salta para o primeiro lugar. As duas primeiras, Unifesp e UFCSPA, são voltadas à área de saúde.

Os números da universidade impressionam: são 75 cursos presenciais de graduação e 5 à distância; 57 cursos de Doutorado, 66 de Mestrado e 83 especializações. No total, quase 40 mil alunos fazem parte da instituição. Para maiores informações sobre cursos oferecidos e datas de vestibular, acesse o site da UFMG.

UFMG

UFMG

Sobre a UFMG

A UFMG, Universidade Federal de Minas Gerais, foi fundada em 7 de setembro de 1927. A instituição brasileira de ensino superior, localizada na capital mineira do estado de Minas Gerais, é considerada, por muitos, uma das mais prestigiadas do país, contando graduação e pós-graduação, além de outros seguimentos como, por exemplo, a Escola Fundamental, no Colégio Técnico.

A universidade mineira, segundo o MEC, Ministério da Educação, é uma das instituições que mais recebem recursos do governo federal. Um dos fatores para tal, é a grande produção de pesquisa e extensão que oferecem na capital, e nos campus avançados de Montes Claros e Tiradentes.

Um dos exemplos de tamanha produção acadêmica da universidade são os dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial. De acordo com o INPE, no ano de 2010 a UFMG foi uma das instituições que mais requereu patentes num total de 350 patentes nacionais e 110 internacionais.

Sua fundação provém de quatro instituições de ensino superior: as Faculdades de Direito e Medicina, e as Escolas de Engenharia, de Odontologia e Farmácia. Somente em 17 de dezembro de 1949 é que a universidade foi federalizada.

Alunos famosos da UFMG

Vários fatores são responsáveis pelo grande número de universitários famosos que estiveram pela instituição. A importância do estado mineiro no cenário sócio político do país, o prestígio da própria universidade em angariar personalidades fortes e, até mesmo, transformar pessoas despercebidas em notórias frente à sociedade.

Nomes importantes, como, por exemplo, o do escritor Carlos Drummont de Andrade, que esteve entre os corredores da casa cursando a Faculdade de Farmácia e do também escritor e diplomata Guimarães Rosa, que cursou a Faculdade de Medicina.

Não só escritores, mas também alguns músicos estão entre o quadro de personalidades que frequentaram as salas da Universidade. Fernanda Takai cursou Comunicação Social, enquanto o vocalista do Skank, Samuel Rosa, esteve dentre os acadêmicos do curso de Psicologia.

Pesquisar
Artigos Relacionados