Conheça os cães da raça poodle toy

links patrocinados

Muitas pessoas buscam ter uma companhia em casa, seja para os filhos ou para si mesmo. Os cães estão entre os animais prediletos de quem pretende adquirir um bichinho de estimação, seja pela maneira de interagir ou mesmo pelo temperamento. Os cachorros respondem bem a esta preferência já que demonstram mais carinho e atenção do que os gatos, por exemplo, que em geral são conhecidos por serem independentes.

Espaço para cuidar dos animais

Os poodles estão entre os cães favoritos das pessoas
Na raça também existem os poodles toys

Com o grande número de prédios nas grandes cidades, muitas pessoas não dispõe mais de espaço para que possam criar animais de grande porte. Assim, os cães de raças pequenas tem sido os prediletos de quem mora em prédio, já que não precisam de um espaço tão grande.

Atenção aos cães

Entretanto, mesmo o cão sendo de uma raça pequena tem as mesmas necessidades dos cães maiores. Os pequenos também precisam brincar, precisam de atenção e de carinho. Também é importante saber que as raças possuem características diferenciadas, então, antes de procurar um cãozinho vale a pena pesquisar mais sobre a raça que se deseja ter para saber principalmente como é o temperamento do cachorro.

Os poodles não costumam crescer muito

Poodles

As raças pequenas tem ganhado cada vez mais o coração das pessoas. Entre os cães mais populares, estão os poodles, que possuem diferentes tamanhos. Apesar de serem todos da mesma raça, sendo somente o tamanho um diferencial, é importante saber que existem variações de temperamento dos cãezinhos. Nesta matéria vamos dar destaque ao temperamento do poodle toy, um pequeno cãozinho que ganha a preferência das pessoas por conta do seu tamanho.

A diferença do poodle toy para os outros cães da raça é o temperamento

Poodle toy

O poodle toy tem as orelhas longas que caem ao redor da cabeça, seus olhos são escuros e ovais, o pelo é crespo e pode ter as cores branca, cinza e castanha. É considerado um cachorro muito inteligente e é de fácil adestramento, além de  ser extremamente dócil e alegre, que curte a companhia dos seres humanos. Essa raça tende a conviver bem com outros animais, mas um problema é que se esse cãozinho não tiver uma boa orientação ele pode latir muito, o que pode ocasionar problemas com a vizinhança. Caso ele não tenha limites por parte de seu dono, ele pode rosnar para pessoas da família para mostrar quem lidera a casa. O poodle toy convive muito bem com crianças, em especial as mais velhas. Ele tem em torno de 25 cm de tamanho e chega a pesar 3 ou 4 quilos. A raça vive de 12 a 15 anos ou mais se tiver um acompanhamento regular do veterinário.

Com todas essas informações sobre o poodle toy, basta que agora você escolha onde comprar seu filhotinho. O preço pode variar de R$ 500 até R$ 1 mil.

Os cães dessa raça vive de 12 a 15 anos

As raças de cachorros mais agressivas

Os cachorros não são iguais e cada raça possui características que podem contar antes de adquirir um bicho desses. Entre os amáveis e dóceis, confira agora quais são as raças de cachorros mais agressivas.

As raças de cachorros mais agressivas: Pitbull

As raças de cachorros mais agressivas Confira as raças de cachorros mais agressivas

Não deve ser surpresa nenhuma para as pessoas que o Pitbull esteja em uma colocação entre as raças de cachorros mais agressivas em todo o mundo. Na verdade se trata de um termo usado a várias espécies, já que o Pitbull é um cachorro que surgiu de cruzamentos justamente com o objetivo de ser uma raça para combate. Ele era usado em lutas de cães ou contra outros animais durante o século XIX.

Além de sua ferocidade, também possui grande força e agilidade, possuindo um ataque que quase pode ser considerado como mortal. Entre as raças de cachorros mais agressivas, se trata de um cachorro cuja criação foi proibida em diversos países, precisando de muito treinamento para que se torne obediente.

Algumas das raças de cachorros mais agressivas

Sobre a raça Rotweiller

O Rotweiller é um animal que surgiu na Alemanha e também está entre as raças de cachorros mais agressivas. Sua principal função era servir como cão de guarda, cuidado do pastoreio, por exemplo, sendo de muita utilidade para os povos daquela época. O tempo passou e o mesmo se popularizou em todo o mundo.

Apesar de ser considerado de bom comportamento e que pode conviver como animal doméstico, são associados ás raças de cachorros mais agressivas por causa de sua imensa força e mordida muito poderosa. Eles são obrigados a usar focinheira quando estão em ambientes públicos e precisam ser adestrados ainda quando filhotes para evitar problemas com ataques.

Saiba as raças de cachorros mais agressivas

As raças de cachorros mais agressivas: Chihuahua

Todo mundo já deve ter passado por uma rua na qual um Chihuahua extremamente irritado latia feito um louco. Entre as raças de cachorros mais agressivas, pode até não passar tanto medo por causa de seu tamanho, mas são extremamente ciumentos com o dono, o que não pode agradar nada às visitas.

Quem tem crianças pequenas em casa deve passar longe desse tipo de raça, que é uma das raças de cachorros mais agressivas e pode acabar machucando os pequenos. Eles não são para brincadeiras e estão quase sempre nervosos com desconhecidos. O mesmo ainda pode ser citado para a raça Papilon, que são pequenos, bravos, mas muito afeiçoados aos donos.

As raças de cachorros mais agressivas - saiba mais

Sobre a raça Husky Siberiano

O Husky Siberiano possui uma colocação interessante entre as raças de cachorros mais agressivas, já que sua bela aparência é dificilmente associada a uma personalidade feroz. Como eles nasceram basicamente para ajudar com o trabalho, não tiveram, ao longo da história, o costume de socializar com os humanos.

Muitos desses bichos acabam sendo abandonados porque os donos não estão preparados para lidar com esse tipo de raça, que também precisa de treinamento quando filhote. Não são bons cães de guarda e não gostam de crianças, o que pode dificultar a convivência do mesmo em uma família.

Pesquisar
Artigos Relacionados