Rumo à maternidade: saiba o que levar na sua mala e na mala do seu bebê

links patrocinados

Rumo à maternidade: saiba o que levar na sua mala e na mala do seu bebê

É realmente uma delícia escolher os objetos, as roupinhas e os utensílios que vão acompanhar o seu bebê desde o nascimento, não é mesmo? São tantas opções disponíveis nas lojas, cada uma mais linda que a outra, que você nem sabe por onde começar, muito menos do que realmente irá precisar, no meio de tantos brinquedinhos e macacões.

Antes de sair às compras, vale a pena ressaltar que em relação as roupas que por menores que elas possam parecer, elas provavelmente nos primeiros dias irão ficar sobrando, até que em um ou dois meses de vida, deixarão de servir no seu bebê. Isso acontece porque os bebês crescem em uma velocidade surpreendente, e por isso, é totalmente comum que aquelas roupinhas lindas nem sequer sejam usadas. Então, para que entupir o armário com tantas roupinhas e gastar dinheiro à toa?

O que se deve levar em conta na hora de fazer as malas para a maternidade?

Rumo à maternidade: saiba o que levar na sua mala e na mala do seu bebê Rumo à maternidade: saiba o que levar na sua mala

Antes de fazer a sua mala e a mala do seu bebê é importante levar em consideração o lugar e o clima da época que o neném vai nascer. Também deve-se lembrar sempre que o guarda-roupa do seu bebê deve ser confortável. Dê preferência às roupas com tecidos naturais e macios, como o algodão, com fechos de velcro ou de pressão, que sejam fáceis de lavar e com poucas costuras.

Outra boa dica para montar o guarda-roupa do seu filho é chamar as amigas para um chá de bebê. O ideal é fazer uma lista de presentes e dividi-los entre as amigas, dessa forma você só receberá presentes úteis e ainda evita ganhar presentes repetidos e iguais.

Rumo à maternidade: saiba o que levar na mala do seu bebê

O que levar para a maternidade? – a mala da mamãe

Na hora de ir para a maternidade, você deverá levar duas malas, uma para você e outra para o seu bebê. Procure deixar as malas prontas esperando apenas pelo dia do nascimento, assim você não corre o risco de esquecer nada.

Rumo à maternidade

Confira mais

Na sua mala não pode faltar uma troca de roupa para quando você sair do hospital; 1 robe; 5 calcinhas com cintura alta; protetores de seio; 3 camisolas com abertura fácil para o seio; os seus documentos e do acompanhante, incluindo seus exames, receitas de remédio, telefone do médico e carteira de convênio; nécessaire com sabonete, xampu, escova de dente, creme dental, maquiagem; um par de pantufas ou de chinelos; suplemento extra de absorventes; 3 sutiãs de amamentação e enfeite de porta, lembrancinhas, máquina fotográfica, filmadora.

Rumo à maternidade: saiba o que levar na sua mala e na mala do seu bebê - saiba mais

O que levar para a maternidade? – a mala do seu bebê

Na mala do seu bebê você não deve esquecer de colocar duas mantas, uma touca, dois casaquinhos, três pares de meia, três conjuntinhos de pagão, três macacões compridos, escova para o cabelo, 6 fraldas ou ainda toalhinhas de boca, fraldas descartáveis, lenços de limpeza e uma pomada para assaduras.

 

Assento Infantil para Automóvel

Assento Infantil para Automóvel

Sobre o Assento Infantil

Desde setembro de 2010, se tornou obrigatório o uso da cadeirinha em todos os veículos de passeio que irão transportar crianças de até 7 anos e meio. A medida foi tomada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e o motorista que violar a lei será multado em R$ 191,54, irá levar 7 pontos na CNH, infração considerada gravíssima e ainda terá seu carro retido até a que o assento seja colocado.

A medida foi tomada baseada nos dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), que explica que quando utilizado corretamente, o uso do assento diminui em até 70% a possibilidade de morte em acidentes. Os números óbitos de crianças na faixa etária de 0 a 4 anos são ainda mais assustadores quando observados em uma estatística do SUS. Os dados apontam que em 2005 acidentes automobilísticos, 573 crianças morreram. Representando um total de 28% de fatalidade.

Fiscalização

O motorista não precisa ser abordado para receber a multa. A Polícia Rodoviária tem autonomia para multar o motorista apenas ao observar que existe uma criança solta dentro do veículo.

Veículos com peso superior a 3,5 tonelada, de transporte coletivo como taxis e vans escolares estão isentos do uso obrigatório.

Como escolher o Assento Infantil

O mercado oferece diversos tipos de assentos, que devem ser escolhido a partir da idade e tamanho da criança.

O bebê-conforto é o assento indicado para recém-nascidos com peso máximo de 9 quilos. A instalação indica que ele deve estar posicionado de costas para o banco do motorista. Alguns modelos possuem um sistema que fica acoplado ao cinto de segurança, facilitando a retirada.

A poltrona são indicada para crianças de até 16 quilos ou mais. A faixa etária indicada é de até 4 anos e meio, variando de modelo. Como no bebê-conforto, quando utilizado com bebês menores, deve estar posicionado de costas ao banco da frente, dando mais estabilidade ao pescoço em caso de choque. Este assento possui cinto de segurança de cinco pontos.

O assento de elevação, também conhecido como booster, funciona como uma espécie de banquinho, permitindo que a criança fique mais alta e assim consiga usar o próprio cinto de segurança do carro de forma adequada. A faixa etária indicada ao booster é de 4 à 7 anos e meio, embora o ideal seja que a criança utilize até atingir 1,45m de altura.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados