Piso salarial do engenheiro RJ e SP

links patrocinados

Piso salarial do engenheiro RJ e SP

Piso salarial do engenheiro RJ e SP

As engenharias são os cursos superiores mais procurados em grande parte do Brasil. Por exemplo, no Paraná o antigo CEFET – agora UTFPR – é uma Universidade conhecida apenas pelos cursos de engenharia o que causa estranhamento em grande parte da população quanto tem conhecimento que a Universidade agregou cursos de Educação física, Comunicação, Letras e Administração.

Os engenheiros saem despreocupados de sua graduação, uma vez que são bastante reconhecidos profissionalmente e seus salários estão entre os mais altos do mercado. Concursos públicos para a Petrobrás e outras grandes empresas mobilizam os estudantes de engenharia devido as condições de trabalho, altos salários e diversos benefícios.

SEESP – Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo

O sindicato que defende os engenheiros perante o governo de São Paulo foi fundado em 1934 e desde então procura sempre manter seus profissionais com bons salários (seja eles com o piso ou benefícios) e representar a categoria de trabalho da melhor forma possível. O SEESP possui diversas unidades de atendimento que poderão ser consultadas na página da internet do mesmo, lá estão disponíveis todos os dados das unidades, por exemplo, os telefones, endereço, e-mail do responsável e fax. O SEESP tem ainda páginas nas redes sociais Facebook e Twitter em que seus profissionais entram em contato buscando sanar as dúvidas dos usuários.

Piso salarial do engenheiro RJ e SP - valor

Piso Salarial dos Engenheiros do Estado de São Paulo

Cada estado possui um piso salarial distinto para cada categoria e pode ser diferente do piso salarial da mesma categoria de trabalho só que em região distinta. De acordo com o SEESP os engenheiros deverão receber no mínimo seis salários mínimos por seis horas de trabalho diárias e para aqueles que trabalham por maior período deverão acrescentar 50% a cada hora trabalhada.

SENGE- RJ Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro

O sindicato que defende os engenheiros no Estado do Rio de Janeiro é também conhecido como SENGE. Foi inaugurado em 1931 – três anos antes que o sindicato em São Paulo – e um de seus primeiros propósitos foram de garantir a regulamentação da profissão e teve sucesso nesta jornada, pois o projeto de lei se transformou em um decreto assinado pelo Presidente Getúlio Vargas. Este projeto de lei garante à categoria profissional um salário justo de acordo com a função desempenhada, quantidade de horas trabalhadas e também é proporcional ao período em que o profissional esteve em sua Graduação (duração do curso em sua totalidade).

RJ e SP Piso salarial do engenheiro

Piso salarial no Rio de Janeiro e em São Paulo

Os pisos definidos por Convenção Coletiva de Trabalho pelos Sindicatos dos Engenheiros em São Paulo e Rio de Janeiro são iguais, portanto, os engenheiros lotados em SP e RJ têm o mesmo piso salarial.

Para um engenheiro que trabalha seis horas e deverá receber seis salários mínimos (R$678,00) seu piso salarial deverá ser R$ 4.068,00. Se você trabalha sete horas diárias deverá receber o equivalente a 7,50 salários mínimos então seu piso salarial será de R$ 5.085,00. Já se o engenheiro trabalha o equivalente a oito horas diárias terá o direito de receber no mínimo nove salários mínimos, portanto seu salário será R$ 6.102,00.

Valor do Piso salarial do engenheiro RJ e SP Engenheiro RJ e SP - piso salarial

Vídeo Piso salarial do engenheiro RJ e SP

Confira um vídeo sobre a profissão de engenheiro:

Pesquisar
Artigos Relacionados