O que faz um Engenheiro de Alimentos

links patrocinados

O que faz um Engenheiro de Alimentos

Entendendo sobre os rigorosos processos mecânicos e dos delicados fenômenos de composição e valor nutricional dos alimentos, o Engenheiro de Alimentos precisa compreender várias áreas. Confira sobre a atuação do profissional e sobre as perspectivas de emprego.

Sobre os Engenheiros de Alimentos

O que faz um Engenheiro de Alimentos Engenheiro de Alimentos

Engenharia de Alimentação é um dos 35 cursos da área registrados no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA. Atuando no processo industrial, o Engenheiro de Alimentos é o profissional que se envolve nos processos de produção, conservação e armazenamento dos produtos. Como os diferentes tipos de alimentos devem ser mantidos em lugares e temperaturas diferentes, o engenheiro estuda como será esta preservação e acondicionamento.
Também faz parte do trabalho de um Engenheiro de Alimentos lidar com os fatores de transporte e comercialização, decidindo as melhoras maneiras de carregar os alimentos de origem animal ou vegetal, para que estes cheguem em bom estado nas prateleiras de lojas e supermercados. No fator comercial, o profissional tem a tarefa de projetar os pacotes e embalagens mais adequados para os diferentes tipos de alimentos.

Como se tornar um Engenheiro de Alimentos

Requisitos básicos

Os principais requisitos em relação aos produtos pedidos a um Engenheiro de Alimentos formado é que ele saiba diferenciar as diferentes categorias de alimentos (como hortaliças, leguminosas, carnes e laticínios), a composição desses alimentos, seu processo bioquímico, a microbiologia e também os aspectos sensoriais (como odor, sabor, textura e coloração).
Durante os processos de retirada do campo, industrialização e comercialização os Engenheiro de Alimentos necessitam compreender os tipos de beneficiamentos (como extração de popa, suco, trituração e moagem), intervenções térmicas, biotecnologia e os melhores ingredientes. O profissional também é o responsável pela elaboração da tabela nutricional.

Faculdade de Engenharia de Alimentos

O que um Engenheiro de Alimentos estuda

Enquanto ainda está em seu processo de graduação, os estudantes e futuros Engenheiro de Alimentos estudam matérias que envolvem Física, Cálculo, Química, Biologia e Matemática. Também faz parte da grade curricular das universidades, centros universitários e faculdades o ensino de Estatística, Microbiologia, Ecologia, Psicologia, Processamento Industrial, Economia, Administração, Nutrição e Análise Sensorial.
Outros assuntos cobrados nos últimos semestres de engenharia são Controle de Qualidade, Tecnologias da Pesca e dos produtos agropecuários, Fermentações, Desenho Técnico, Ciências Agrárias, Álgebra, Mecânica, Bioquímica, Armazenamento, Tecnologia das Embalagens, Higiene, Refrigeração e Transferência de Calor. Algumas instituições de ensino exigem o estágio supervisionado para se concluir o curso, que possui duração de aproximadamente 5 anos.

Como se formar em Engenheiro

Mercado de trabalho

A profissão de Engenheiro de Alimentos sempre vai ser uma ótima carreira a se optar, isso porque, mesmo no meio de uma crise econômica que pode abalar vários setores, a indústria alimentícia sempre vai possuir consumidores e vendas.
Devido ao grande número de empresas brasileiras e multinacionais no país, a perspectiva de crescimento da profissão é positiva e sempre serão oferecidas vagas em todo o território nacional. Setenta e três (73) centros de Ensino Superior particulares e públicos ofereçam o curso no Brasil. Com a pouca demanda de Engenheiro de Alimentos, as pessoas que optarem por seguir a profissão irão encontrar mercado de trabalho vasto e salário inicial de R$ 3 mil reais.

Pesquisar
Artigos Relacionados