Mentiras sobre o investimento na poupança

links patrocinados

Mentiras sobre o investimento na poupança

mentiras sobre o investimento na poupança.

A poupança é uma certeza de rentabilidade

Mentiras sobre o investimento na poupança Conheça as mentiras sobre o investimento na poupança

Uma das primeiras mentiras sobre o investimento na poupança é que a mesma é um passo certo de quem deseja ver seu dinheiro aplicado aumentando. Na verdade, existe outras formas de investir tão seguras quanto a poupança do banco, mas que tendem a render mais, ou seja, fazer esse tipo de conta nem sempre é a melhor saída para quem quer ter bons rendimentos.

Além disso, a rentabilidade é uma das mentiras sobre o investimento na poupança porque enquanto a mesma tende a crescer 6% ao ano, mais ou menos, a inflação aumenta mais, o que faz com que o dinheiro não acompanhe o aumento dos preços. Isso pode até mesmo ser encarado como uma perda de dinheiro, de acordo com as leis de mercado.

Confira as mentiras sobre o investimento na poupança

Mentiras sobre o investimento na poupança: não há taxas de saque

O objetivo de se ter uma poupança é colocar dinheiro na mesma, quantia que é utilizada pelos bancos como uma espécie de investimento, mas também dá para se tirar dinheiro. Entretanto, como uma das mentiras sobre o investimento na poupança, esses saques sem tarifa não são ilimitados. Algumas pessoas acabam utilizando esse fundo como se fosse uma conta corrente, mas apenas 2 saques podem ser feitos ao mês sem que haja uma tarifação do banco.

Por isso, se o seu objetivo é sacar dinheiro, a melhor escolha é ter uma conta corrente, na qual não há tarifas por retirada, mas somente por administrá-la. Sendo uma das mentiras sobre o investimento na poupança, não saia sacando sem consciência, já que não há uma rentabilidade mínima quando isso ocorre no mês.

Saiba as mentiras sobre o investimento na poupança

Não há outros tipos de investimentos de baixo risco

Uma das maiores mentiras sobre o investimento na poupança é acreditar que somente a abertura desse tipo de conta é considerada de baixo risco e renda fixa, quando existem mais formas de se aplicar o dinheiro. Alguns dos exemplos é o CDB – Certificado de Depósito Bancário, onde a pessoa “empresta” seu dinheiro para que o banco o use e o LCI – Letra de Crédito imobiliário.

Mentiras sobre o investimento na poupança - saiba mais

Mentiras sobre o investimento na poupança: pelo menos meu dinheiro está 100% seguro

Outra das mentiras sobre o investimento na poupança é que o dinheiro aplicado está seguro em seu banco, mas na verdade, tudo está sujeito de acordo com a situação do mesmo. Apesar de ser uma aplicação de risco baixo, diferente do que ocorre com a bolsa de valores, por exemplo, a sua poupança pode sim ser perdida caso o seu banco quebre. Somente quantias de até R$ 250 mil reais podem ser recuperadas, mesmo que se fundo seja maior do que isso.

Com exceção da Caixa Econômica Federal, que é um banco do governo e tem garantia de entrega do dinheiro, todos os clientes estão sujeitos a isso, sendo importante acompanhar as atividades do seu banco. Sendo outra das mentiras sobre o investimento na poupança, o ideal seria não manter uma conta com mais que R$ 250 mil.

Pesquisar
Artigos Relacionados