Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy

Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy

Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy

O sucesso do jogo angry birds, que desde 2009 existe e teve um boom em 2011 entre os internautas e conectados em dispositivos móveis, agora aparece nas prateleiras de supermercados. Algumas das marcas mais famosas em seus seguimentos agora unem a sua imagem a do angry birds para conquistar mais clientes.

A escolha dos produtos não foi em vão já que o jogo angry birds é consumido por um público jovem e conectado, como o estudante Caio Wagner Follador, de Curitiba. “O angry no espaço, por exemplo, tem fases em que a gravidade interfere”, explica o adolescente de 13 anos.

Esse público é fiel à marca angry e consumir em potencial dos produtos dos produtos que compões a “Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy”,como é chamada a ação (veja no site da promoção). As personagens do jogo são ofertadas nessa promoção conforme os pontos que cada produto vale. Depois de juntar o exigido pelo regulamento da promoção é preciso trocar por um pássaro de pelúcia e pagar mais 14,99 reais. A iniciativa, contudo, divide opiniões.

Para a estudante de jornalismo da Universidade Positivo (UP), em Curitiba, o valor é alto e a ação não motiva a compra dos produtos. “Eu já era consumidora dos salgadinhos mesmo. Chamou atenção a embalagem, mas achei caro o valor de 15 reais (sic), fora o valor dos dez produtos que você tem que juntar”, critica.

Boa iniciativa

Por outro lado a invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy são avaliadas como positivas pelos consumidores. “Acho uma jogada inteligente. Mostra a relação entre quem faz os produtos e os consumidores, é parecido com o que o Mc Donald´s faz com algumas personagens como os Pokémons”, observa o cientista da computação Renato Murakami.

Outra análise positiva quanto à ação é a Gustavo Pasqual.

Palavra de especialista

Para o publicitário Gustavo Pasqual, a iniciativa da invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy é válida, mas depende do resultado que as marcas esperam. “Nesse caso está aplicado o neuromarketing. Estudos apontam que 95% das decisões diárias são tomas pelo inconsciente e que a racionalidade é usada só para justificar a decisão”, ensina.

Nesse cenário, de acordo com o publicitário, não existe reação imediata, mas o contato gera boas sensações no usuário. “Essa iniciativa reforça a parte institucional num momento de descontração, como é o jogo”, conclui Pasqual.

Prêmios

A Pepsico do Brasil, responsável pela promoção, disponibilizou mais de um milhão de bichinhos de pelúcia em cinco modelos diferentes (incluindo o porco). Os brindes podem ser retirados em postos de troca espalhados por todo país.

Ações semelhantes

Algumas outras marcas já fizeram ações que premiavam os usuários com pelúcia. O case mais famoso é o dos filhotes mamíferos Parmalat. A campanha trazia crianças fantasiadas de mamíferos com o leite da marca na mão. Num segundo momento era possível comprar os bichinhos nos postos autorizados. “Eu me lembro que era mais barato, 15 reais (sic) é muito caro”, reclama a estudante Jéssica Petréski.

Fotos

Confira Fotos sobre Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy:

Promoção Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy Prêmios Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy Produtos participantes Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy Invasão angry birds

GD Star Rating
loading...
Invasão angry birds Doritos, Ruffles, Mabel e Toddy, Nota: 5.0 de 5 com 2 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados