Homeopatia

links patrocinados

Homeopatia

Homeopatia

Hoje em dia existem diversos recursos diferentes que podem ser positivos para chegar a um mesmo fim. Porém, nem todos fazem uso das mesmas técnicas. Em alguns casos, determinada prática pode ser considerada oficial, enquanto outra é vista como alternativa. Isso acontece até mesmo dentro do campo da saúde, que visa melhorar um caso específico de mal estar que pode atrapalhar o dia a dia das pessoas.

Surgimento da prática

A homeopatia é um termo que faz referência a um método terapêutico que segue o tema ‘Os semelhantes curam-se pelos semelhantes’, que se originou da expressão ‘similia similibus curantur’. Ao contrário dos tratamentos convencionais, a homeopatia é considerada como uma vertente da medicina alternativa.

Este tipo de tratamento diferenciado consiste em fornecer doses extremamente pequenas de seus remédios, que na verdade são doses do agente sintomáticos da doença na pessoa saudável. Explicando melhor, uma pessoa, por exemplo com gripe, deve ser tratada com doses mínimas do agente que causaria esta mesma gripe em uma pessoa encontrada em sua forma saudável. Por isso semelhantes que curam semelhantes.

A homeopatia acredita que o próprio organismo é capaz de se defender e de chegar à cura, pois a resolução do problema deve acontecer na direção do interno ao externo, ou seja, de dentro para fora.

Remédios usados em Homeopatia

A dosagem mínima é a base fundamental da homeopatia. Os remédios são produzidos através de processos de diluição, que acontecem em altos níveis. Há uma imensa lista de remédios homeopáticos, muitos bem curiosos, como é o caso do Sepia Officinialis feito a partir da tinta da lula, o Naja Tripudians feito a partir do veneno da cobra naja e um dos mais conhecidos o Allium Cepa produzido a base de cebola.

Por usar produtos naturais na fabricação de seus remédios a homeopatia é confundida com a Medicina Natural ou Fitoterapia, mas estas ciências tem fundamentos e propósitos diferentes.

Para conhecer mais sobre a homeopatia vale fazer uma rápida pesquisa online ou consultar algum médico da área. Vale lembrar que qualquer tratamento deve ser feito com o devido acompanhamento e a auto-medicação nunca é recomendada em nenhum caso.

Cromoterapia em Ambientes

Cromoterapia em Ambientes

Sobre a Cromoterapia em Ambientes

Ter uma vida equilibrada é o que todos queremos. Algumas técnicas ajudam nesse processo. A cromoterapia, por exemplo, é utilizada para manter as vibrações dos ambientes em paz através das cores. Saiba mais.

A cromoterapia hoje é usada em ambientes e para a cura de doenças. Alguns hospitais estão utilizando essa técnica pintando seus quartos de acordo a cromoterapia. Isso porque foi verificado que os pacientes se recuperam melhor e mais rapidamente.

Para os ambientes, a cromoterapia é adequada para manter as emoções e sentimentos em ordem. Por isso, cada cor tem um significado e ela deve ser aplicada nos lugares certos.

Significados das Cores – Cromoterapia em Ambientes

O branco é uma das cores mais utilizadas em casas e ambientes. Por ser neutra, a cromoterapia acredita que ela potencializa o efeito de todas as outras. Ela também representa a luz de Deus.

Já o verde representa a natureza, o desenvolvimento, a saúde. O verde, assim como o branco, também pode ser usado em qualquer lugar da casa por também apresentar características de cor neutra. Além disso, o verde ajuda a trazer força, esperança e acalma os sentimentos e o nervosismo.

O azul é sabido que traz calma e tranquilidade. É uma cor suave que também tem ligação com a natureza. Porém, o azul deve ser usado com cuidado, porque é muito relaxante e pode causar sono, introspecção e até isolamento. Tudo isso porque a pessoa que fica inebriada no azul vai se sentindo calma exageradamente.

O lilás é outra cor que traz tranquilidade e bem-estar. Esta é uma cor que também ativa a espiritualidade do indivíduo; por isso é perfeita para ser colocada em lugares de meditação ou oração. A cromoterapia também acredita que o lilás tem a capacidade de transformas as energias, deixando tudo positivo.

O laranja é uma cor forte, estimulante. Os sentidos são aguçados, assim como a comunicação e a criatividade. Mas o laranja também pode acabar causando uma certa rebeldia, devido aos efeitos poderosos. Em doses moderadas, ajuda a melhorar a mente.

O vermelho é sinônimo de vida, de força. As relações afetivas, o sucesso, a auto-estima e a prosperidade são estimuladas pelo vermelho. O vermelho também deve ser usado em doses moderadas. Pessoas tímidas devem usar o vermelho para serem mais desinibidas. Para quem precisa de estímulo pessoal, o vermelho é perfeito porque estimula a coragem a força pessoal.

Por último, o amarelo é a cor representativa da luz. O amarelo é perfeito para os estudos porque aumenta a concentração. A comunicação também é estimulada, assim como a mente e o apetite.

Pesquisar
Artigos Relacionados