Guia de Carreiras – Zootecnia

links patrocinados

Sobre Guia de Carreiras – Zootecnia

Guia de Carreiras – Zootecnia

O trabalho de um zootecnista é, por diversas vezes, confundido com o de um médico veterinário. Embora existam algumas semelhanças, a carreira na zootecnia possui algumas diferenças relevantes. O profissional da área tem um campo mais específico, atuando com o bem-estar animal para os mais diversos fins.

Atuação

Quem se forma em zootecnia fica apto a, por exemplo, cuidar da dieta de animais, seja para preservação ou produção de alimentos. No primeiro caso, o ofício inclui a criação de dietas para animais obesos e idosos, ou que necessitam de alimentação especial por qualquer motivo. Neste sentido, o profissional pode trabalhar com animais de zoológico ou de estimação. No segundo caso, o zootecnista pode atuar na produção de uma dieta para aumentar a produtividade de carne, leite e ovos, por exemplo.

Henrique Luís Tavares, formado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, é responsável pela dieta de cerca de 3500 animais. Henrique é o nutricionista da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, e precisa estar em contato constante com os animais do local para conhecer suas demandas: além de problemas de saúde ou da idade dos bichos, o zootecnista precisa estar atento a casos em que os animais, simplesmente, não gostam das rações oferecidas.

O cuidado deve ser redobrado no caso de animais que estão ameaçados de extinção. Henrique precisa se preocupar, principalmente, em oferecer uma dieta semelhante à que os animais teriam em seus habitats naturais, de modo a adaptar seus organismos ao cativeiro da melhor maneira possível.

Os flamingos, por exemplo, são aves de penas avermelhadas, devido à sua dieta de camarões e algas na natureza. Na Fundação Parque Zoológico, o zootecnista alimenta as aves com peixes e, para manter a cor das penas, utiliza colorau na alimentação.

O curso

O estudante que deseja seguir a carreira de zootecnista precisa, obviamente, gostar muito de animais. Mas isso não é o suficiente: também é necessária habilidade com matemática e química, por exemplo. De acordo com Henrique Tavares, que também é presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado de São Paulo, a função de zootecnista ainda é recente no país.

O primeiro curso de zootecnia foi criado no Brasil em 1966. Na década de 1990 existiam apenas cerca de 20 cursos. Atualmente, mais de 100 universidades e faculdades já oferecem o curso, formando algo em torno de cinco mil pessoas anualmente.

Mercado de trabalho

Segundo Henrique, o mercado de trabalho para zootecnistas é amplo. É possível trabalhar em zoológicos, na indústria de produtos derivados de animais e em projetos de preservação da fauna, por exemplo. Em seu trabalho, o zootecnista se foca no bem-estar e produtividade dos animais, enquanto o veterinário se preocupa mais com a saúde dos bichos. É comum que veterinários e zootecnistas atuem em parceria.

O mercado para zootecnistas tem crescido, principalmente, no setor de produção alimentícia. Com o Brasil se transformando em um dos maiores produtores e exportadores mundiais de carne, é cada vez mais importante a presença de um zootecnista para auxiliar nesta cadeia produtiva.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carreiras – Zootecnia:

Profissão Zootécnico Zootecnia Guia de Carreiras Área de atuação Zootecnia Mercado de trabalho Zootecnia

Pesquisar
Artigos Relacionados