Guia de Carreiras – Tradução e interpretação

links patrocinados

Sobre Guia de Carrerias - Tradução e interpretação

Guia de Carreiras – Tradução e interpretação

Embora a carreira de tradutor e intérprete ainda seja pouco conhecida no Brasil, o mercado se mostra muito favorável aos profissionais do setor. Com o aumento do número de eventos internacionais no Brasil, o mercado de trabalho para intérpretes tem crescido de maneira considerável. Em alguns casos, os profissionais podem receber cerca de R$15 mil mensalmente.

Mesmo para os iniciantes, a remuneração é atrativa: um intérprete em início de carreira recebe entre R$2,5 mil e R$3 mil reais. O trabalho também é variado: é possível lidar com a tradução de textos, documentos, publicações e contratos, além de gravações em áudio, criação de legendas para filmes e tradução simultânea em eventos internacionais.

“Isolado”

De acordo com Pérsio Burkinski, um dos fundadores da Millenium Traduções e Interpretações, a atividade de tradução é um ofício essencialmente solitário. O tradutor, geralmente, faz seu trabalho em casa ou sozinho em um escritório. Isso porque o profissional precisa, geralmente, de um ambiente silencioso para realizar as traduções.
Embora dispense a necessidade de estar em contato com outras pessoas enquanto trabalha, Pérsio defende que o tradutor e intérprete seja comunicativo e goste de estar próximo a outras pessoas. A Millenium, dirigida por ele, é uma cooperativa de tradutores, que trabalha com idiomas como alemão, inglês, espanhol, francês, italiano, finlandês e sueco.

Requisitos

Para se tornar um tradutor, o profissional precisa ter muita familiaridade com, ao menos, dois idiomas – sua língua natal e mais uma. No caso da tradução simultânea, também é necessário um grande poder de concentração, pois qualquer deslize pode colocar toda a declaração a perder.

Não há regulamentação profissional para os cargos de tradutor e intérprete. Embora existam algumas faculdades de tradução, os profissionais da área geralmente cursam Letras ou até mesmo uma faculdade não relacionada ao cargo. Contudo, é importante que o estudo de línguas seja constante. O próprio Burkinski, por exemplo, é formado em administração. Inicialmente, ele trabalhou nos Estados Unidos, auxiliando no julgamento de portugueses e brasileiros.

O estudo de línguas deve ser diário, principalmente porque os idiomas sofrem várias alterações ao longo do tempo, como a criação de gírias ou mudanças gramaticais. Segundo Eduardo Nascimento, que trabalha na Millenium, outro fator muito importante é que o tradutor não fique preso apenas ao texto que terá de traduzir. É muito importante, também, se familiarizar com o assunto a ser traduzido, para que seja possível encontrar a maneira mais clara de passar o conteúdo para outra língua.

Salários

O tradutor, na maioria das vezes, atua no sistema de freelancer. Por isso, a remuneração pode variar muito. Entretanto, o Sintra (Sindicato Nacional dos Tradutores) oferece uma tabela com valores iniciais para traduções. Livros, por exemplo, custam R$24 por página; a tradução simultânea custa R$1200, para eventos de até seis horas de duração; um filme, por sua vez, tem o custo de R$160 a cada dez minutos.

Algumas universidades renomadas, como UFPB, UFPEL, UFU e Unimep, oferecem cursos superiores de tradução ou de interpréte. Contudo, mesmo com a graduação em algum curso superior, o mais importante é que se domine o idioma desejado. Pessoas que foram criadas em dois idiomas, por exemplo, têm vaga quase assegurada no mercado de tradução.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carrerias – Tradução e interpretação:

Profissão Tradução e interpretação Área de trabalho Tradução e interpretação Mercado para Tradutor e Intérprete Tradução e interpretação - Guia de Carrerias

Pesquisar
Artigos Relacionados