Guia de Carreiras – Publicidade

links patrocinados

Sobre Guia de Carrerias – Publicidade

Guia de Carreiras – Publicidade

Apesar do conhecido clima de descontração dos ambientes de trabalho dos publicitários, seguir esta carreira pode ser mais difícil do que parece. Na maioria das vezes, as agências de publicidade precisam lidar com prazos extremamente apertados. E, com a velocidade das mudanças de comportamento dos novos consumidores, o publicitário precisa estar sempre se atualizando.

Com o cresimento das mídias digitais, o mercado passou por profundas transformações. O mesmo aconteceu com os cursos de graduação, que aos poucos estão se adaptando a esta nova realidade. De acordo com Eric Messa, professor da Faculdade de Comunicação da Faap, atualmente os cursos de graduação estão se apressando para adequar-se o mais rapidamente possível.

Momento atual da Publicidade

Eric acredita que a publicidade, atualmente, vive um momento parecido com o da década de 1960. Isso porque, tanto agora como antes, os profissionais têm de aprender “na marra”. Há cinquenta anos, quem liderava as agências de publicidade eram administradores e engenheiros, por exemplo. Surgiram, então, os cursos de publicidade, o que obrigou os antigos profissionais a aprender novas linguagens “na marra”.

Atualmente, muitas pessoas aprendem sobre design e publicidade na prática, mas este conhecimento começa a chegar às salas de aula. As redes sociais, por exemplo, têm alterado de maneira profunda a maneira como as pessoas consomem. Até por isso, profissionais de outras áreas, como jornalistas, têm atuado em parceria com publicitários para produzir conteúdo vinculado a produtos, ao invés da mera propaganda.

Perfil profissional

Embora o mercado esteja passando por uma série de transformações, o perfil necessário para ser um bom profissional continua o mesmo. Segundo Maria Ligia Araújo, redatora publicitária, quem deseja atuar nesta área precisa, antes de qualquer coisa, ser curioso. Isso significa estar sempre em busca de conhecimento, seja através de revistas, filmes e blogs. Mesmo que não goste de determinado assunto, o publicitário precisa se informar, para saber um pouco de tudo.

Para trabalhar em qualquer setor criativo, segundo Maria Ligia, é essencial que o profissional esteja sempre por dentro de tudo o que acontece. Eric Messa afirma que os estudantes precisam, também, ter um gosto pelas disciplinas humanas, como psicologia, antropologia e filosofia. De acordo com ele, os preceitos teóricos destas áreas são a base da produção publicitária.

Remuneração

Apesar de ser um trabalho almejado por muitos, principalmente pelo clima das agências e pelo glamour da profissão, quem trabalha na área deixa um alerta: os salários, na maioria das vezes, não são bons. Outro problema da profissão é que boa parte das empresas prefere firmar contrato com pessoas jurídicas, o que as isenta de assinar carteiras de trabalho.

O salário médio em agências de publicidade é de R$1500. Contudo, a remuneração atinge patamares bem mais altos em cargos de gerência e direção. Um diretor, por exemplo, ganha em média R$25 mil mensais. A consultora de recursos humanos Vanessa Lima explica que, muitas vezes, é mais interessante, do ponto de vista financeiro, entrar em programas de trainee do que atuar como estagiário para se efetivar posteriormente. Os programas de trainee costumam oferecer, em média, salários de R$3500.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carrerias – Publicidade:

Agência de Publicidade Publicidade e Propaganda Área de atuação Publicidade Profissão de publicitário

Pesquisar
Artigos Relacionados