Greve nos bancos – Tudo sobre a greve dos bancários

Greve nos bancos - Tudo sobre a greve dos bancários

Greve nos bancos – Tudo sobre a greve dos bancários

Assim como é certo que haverá Natal, ano novo e páscoa, todos os anos também é garantindo que entre os meses de setembro e outubro os bancários entrem em greve e causem transtornos para a população em todo o país, exigindo que as pessoas encontrem outros locais para pagar as contas, como casas lotéricas e supermercados.

As razões para as greves são sempre as mesmas: reivindicação de aumento de salário e exigências quanto à melhores condições de trabalho, que os bancários consideram insalubres, além de alegarem que sofrem assédio moral.

Sobre a greve dos bancários em 2010

Em 2010 a greve dos bancários teve início no dia vinte e nove de setembro em todo o país. Os bancários decidiram iniciar a greve após uma rodada de reuniões realizadas nos dias anteriores e não foi fixada uma data para que paralisação fosse encerrada.

Greve dos Bancarios

Os bancários de bancos privados e dos bancos estatais Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil exigiam aumento salarial de onze por cento, sendo sete por cento de aumento real e aproximadamente cinco por cento de reposição da inflação de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Os trabalhadores rejeitaram a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), de aumento de 4%, e reivindicavam também participação nos lucros e resultados, aumento dos auxílios refeição e creche e da cesta alimentação.

A greve foi encerrada, após acordo entre a categoria e a Fenaban, no dia treze de outubro. Ficou decidido que o aumento salarial seria de 7,5%. Os valores de PLR e dos benefícios também foram reajustados, assim como os pisos salariais de profissionais de portaria, escritório, atendimento e comissionados.

Bancos em Greve

Sobre a greve dos bancários em 2011

A greve dos bancários em 2011 foi considerada a maior em vinte anos, sendo que cerca de oito mil e seiscentas agências foram fechadas no país. A greve teve início no dia vinte e sete de setembro após recusarem a proposta de reajuste de 8% oferecida pela Fenaban.

Naquele ano os bancários exigiam aumento salarial de 12,8%, mais segurança nas agências, mais vagas de trabalho, menos rotatividade, melhores condições de trabalho, sem assédio moral, e fim das metas abusivas.

Salario dos Bancarios

No dia quatorze de outubro, os bancários aceitaram encerrar a greve após a Federação Nacional dos Bancos apresentar proposta de reajuste de 9%, além de reajustes nos benefícios. Também ficou acordado que os dias de paralisação não seriam descontados.

Sobre a greve dos bancários em 2012

A greve dos bancários em 2012 teve início no dia doze de setembro e durou apenas nove dias, sendo encerrada após acordo entre as duas partes (trabalhadores e Fenaban) no dia vinte e seis do mesmo mês.

Naquele ano, os trabalhadores cruzaram os braços em busca de 10,25% de aumento salarial, entre outros benefícios, além de aumento de R$622 nos valores dos auxílios creche e refeição e cesta alimentação e criação dos décimo terceiros auxílio refeição e cesta alimentação.

Ficou decidido, porém, que o aumento seria de 7,5% e que os auxílios refeição e alimentação seriam reajustados em 8,5%.

Greve bancarios Bancos greve

GD Star Rating
loading...
Greve nos bancos - Tudo sobre a greve dos bancários, Nota: 3.3 de 5 com 29 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados