Fotos de Tatuagens

links patrocinados

Fotos de Tatuagens

Fotos de Tatuagens

A tatuagem é uma das formas de modificação do corpo mais conhecida e utilizada no mundo. Ela é um desenho permanente, feito na pele, onde consiste numa aplicação subcutânea de pigmentos através de uma agulha. Então se você tem medo de agulhas talvez não consiga fazer uma tattoo, já que ela vai ficar dando pequenas picadinhas na sua pele para introduzir a tinta.

História

Pesquisas revelam que existem indícios de tatuagens que foram feitas entre 4 mil e 2 mil anos a.C., no Egito. Além disso, foram encontradas provas arqueológicas por nativos da Polinésia, Filipinas, Nova Zelândia e Indonésia que se tatuavam em processos ligado a religião.

O preconceito contra a tatuagem passou a existir na Idade Média, quando a Igreja Católica condenou a prática, defendendo que era demoníaca e que representava o vandalismo no próprio corpo.

Brasil

A tatuagem elétrica no Brasil é uma arte muito recente. Ela surgiu nos anos 60, na cidade de Santos, trazida pelo dinamarquês Knud Harld Likke Gregersen, como conhecido como Lucky Tattoo. Ele abriu sua loja nas proximidades do cais, onde era lugar de boemia e prostituição, o que contribuiu bastante com a disseminação da discriminação e preconceito da atividade.

A localização da loja era de intensa circulação de pessoas, principalmente imigrantes embarcados, na maioria das vezes bêbados e arruaceiros. Eles se envolviam com prostitutas e drogas, o que gerou um estigma de arte marginal que perdurou por várias décadas e ainda hoje permanece na fala das pessoas mais conservadoras.

No entanto, nos dias atuais, graças à circulação de informações através dos meios de comunicação a tatuagem vem adentrando todas as camadas da população brasileira, sem fazer distinção de classe ou cor. Desde as pessoas mais humildes até as mais bem financeiramente estão investindo em tatuagens.

Fotos

Se você pensa em fazer uma tatuagem, mas ainda não se decidiu o que tatuar, a dica é pesquisar na internet ou ir até um studio de tattoo para dar uma olhada nos trabalhos já feitos pelos artistas daquela loja. A internet é outra aliada bastante forte neste sentido, já que é possível encontrar vários sites sobre o tema, que disponibilizam muitos trabalhos e desenhos já feitos. Uma dica é o site Tatuagem.com.br, onde você encontra tudo sobre o tema, inclusive um grande acervo de imagens.

 

Egito Antigo Cultura e Economia

O Antigo Egito, como é conhecido, foi uma civilização da antiguidade do Norte da África, concentrada ao longo do Rio Nilo, onde se encontra localizado hoje o país moderno do Egito. O Antigo Egito fazia parte de um complexo de civilizações, que são chamadas de Civilizações do Vale do Nilo.

A fronteira do Antigo Egito era o Mar Mediterrâneo, o deserto da Líbia, o deserto Oriental Africano e a catarata do Rio Nilo. Foi nessa localidade que se desenvolveu a civilização egípcia, uma das mais importantes da história da humanidade. Ela se desenvolveu ao longo de três milênios.

Esta antiga civilização ficou muito conhecida por sua estabilidade política, prosperidade econômica e florescimento artístico. O auge do Antigo Egito foi o Império Novo – uma era cosmopolita onde o Egito dominou vastas extensões de terra, que iam desde a Núbia até o Rio Eufrates. Após esse período, o Antigo Egito começou a cair lentamente.

Economia

A base econômica do Antigo Egito era composta pela agricultura, mas também tinham papel importante na economia da civilização as atividades de pecuária, pesca, caça, artesanato, extração mineral e comércio. Muitos fatores contribuíram para o sucesso da cultura econômica egípcia, como as características geográficas e o bom posicionamento frente ao Rio Nilo.
O solo era fértil, já que havia enchentes anuais do Nilo. Os antigos egípcios foram capazes de produzir alimentos com abundancia, permitindo, assim, que a população pudesse dedicar mais tempo a outras atividades. Vale lembrar que a propriedade privada já existia no Antigo Egito. Apesar de todas as terras pertencerem ao rei, cada pessoa tinha uma quantidade determinada para gerir, e os impostos eram calculados na quantidade de terra que cada um possuía.

Cultura

O que mais se destaca em questões culturais da cultura antiga egípcia é, sem dúvidas, sua religião e os processos que o ser humano passava após sua morte. Os egípcios eram politeístas, ou seja, acreditavam em mais de um deus. Eram muito ligados à religião, embora não do jeito que conhecemos hoje.

Além disso, a mumificação é, talvez, um dos maiores marcos da cultura egípcia, já que os que morriam passavam por um longo processo de preparação do corpo para poderem ser recebidos em outra vida. A mumificação de uma pessoa demorava mais de 70 dias, e o ritual do enterro só era possível após a finalização do processo de mumificação.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados