Expressões de Portugal que não usamos no Brasil

links patrocinados

Expressões de Portugal que não usamos no Brasil

Apesar dos brasileiros falarem a língua portuguesa por causa da colonização dos portugueses no século XVI, a cultura adquirida por aqui rendeu várias adaptações ao nosso jeito de falar e escrever. Mesmo de origem lusófona, há várias diferenças. Confira algumas palavras e expressões de Portugal que não usamos no Brasil.

O que é uma calinada?

Expressões de Portugal que não usamos no Brasil Conheça as Expressões de Portugal que não usamos no Brasil

Água pela barba: uma das expressões de Portugal que não usamos no Brasil é essa aqui citada: “Isso aqui deu água pela barba”. Sendo totalmente sem sentido e significado em nossa língua, quer dizer que alguma situação está desesperadora.

Cabeça de alho chocho: essa frase pode ser comparada a algumas parecidas que usamos, como “cabeça de vento”. Entre as expressões de Portugal que não usamos no Brasil, quer dizer que alguém é bastante distraído ou esquecido.
Calinada: é uma gafe cometida ao escrever, ou seja, um erro na gramática ou na ortografia.

Confira as expressões de Portugal que não usamos no Brasil

Expressões de Portugal que não usamos no Brasil: veja mais

Dar com o nariz na porta: entre as expressões de Portugal que não usamos no Brasil, essa é uma daqueles que não são de difícil entendimento, mesmo para quem nunca a escutou. Significa se decepcionar, fazer algo que não vale a pena.

Dar a volta no bilhar grande: “Vá dá a volta no bilhar grande!” Essa com certeza está na lista das expressões de Portugal que não usamos no Brasil, porque não pode ser decifrada pelos brasileiros desinformados no idioma lusófono europeu. É mais ou menos o nosso “Vá encher o saco de outra pessoa”.

Estar-se nas tintas: não se esqueça que nunca é literal. Na lista das expressões de Portugal que não usamos no Brasil, significa que alguém não se importa ou está ignorando algo.
O primeiro milho é sempre dos pardais: geralmente é uma frase dirigida a alguém impaciente com alguma situação.

Algumas expressões de Portugal que não usamos no Brasil

Expressões que podem aparecer no ambiente de trabalho

Muitos anos a virar frangos: aqui se trata mais de uma fonética parecida, sendo outra das expressões de Portugal que não usamos no Brasil. Quer dizer que a pessoa tem bastante experiência em determinados assuntos ou situações.

Pão, pão. Queijo, queijo: já essa expressão que parece vir da gastronomia mineira, em Portugal na verdade significa algo simples. “Esse software é pão, pão. Queijo, queijo.” Pode ser usado para não complicar, equivalendo também ao “Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa.” Outra das quase enigmáticas expressões de Portugal que não usamos no Brasil.
Pior que uma lesma: também entre as expressões de Portugal que não usamos no Brasil, não quer dizer que alguém é lerdo, mas que está com raiva, enfurecido.

Expressões de Portugal que não usamos no Brasil - saiba mais

Além das expressões de Portugal que não usamos no Brasil: sobre as palavras

Anuário: Lista telefônica
Autoclismo: Descarga do banheiro
Autocarro: Ônibus
Autococheira: Garagem
Bebedeiro: Mamadeira
Berma: Acostamento
Bicha: Fila
Botão Elétrico: Campainha
Calça de ganga: Calça jeans
Camboio: Trem
Demasia: Troco
Escolar: Decolar (avião)
Fato: Terno
Guarda-redes: Goleiro
Paragem: Parada
Pensão: Aposentadoria
Pêra: Cavanhaque
Retreté: Vaso sanitário
Trolha: Pedreiro

Pesquisar
Artigos Relacionados