Estresse e medicamentos podem provocar a queda de cabelos

links patrocinados

Estresse e medicamentos podem provocar a queda de cabelos

Assim que os fios começam a cair de forma ininterrupta e ficam escassos, o pânico começa a aparecer. Na maioria das vezes é possível ver os fios espalhados por todos os cantos da casa, inclusive nas roupas, na escova de cabelo, no chão e principalmente nos casos. Em outros casos, nota-se apenas uma diminuição do volume dos fios. E aí acaba surgindo a grande dúvida: será que é realmente apenas uma queda de cabelo ou um problema de calvície?

Confira mais

Estresse e medicamentos podem provocar a queda de cabelos Queda de cabelos

Mas relaxe, é extremamente normal que uma pessoa perca de 50 a 100 fios de cabelo por dia. No entanto, é preciso ficar atento, já que a queda só é normal quando os fios que caíram são substituídos por outros novos, mantendo a quantidade de fios em equilíbrio.
O uso de alguns medicamentos e o estresse excessivo causado pela correria e problemas do dia a dia podem provocar a queda de cabelos. Entenda por que.

Estresse

Diferenças entre calvície e queda de cabelo

A queda anormal de cabelo, ao contrário de uma normal, faz com que o indivíduo perca em média 300 fios de cabelo ao dia. Esse tipo de queda de cabelo pode ser muitas vezes patológico. Vale ressaltar que essa queda é considerada uma primeira etapa da calvície, resultado de diversos fatores, como estresse, baixa quantidade de ferro no organismo, o uso de alguns medicamentos e disfunções na tireoide.

Medicamentos e estresse

Uso de medicamentos

O uso de certos medicamentos pode causar a queda capilar. Os principais são as anfetaminas, os antidepressivos, medicamentos utilizados para tratamento de acnes e medicamentos para emagrecimento. Vale ressaltar que cada um desses medicamentos devem apresentar na bula o tipo de efeitos colaterais que eles podem causar.
Em situações extremas, é possível também ficar completamente sem cabelo por causa do estresse. Isso porque alguns tipos de estresse comprometem o sistema circulatório periférico.

Para evitar a queda dos fios, é essencial manter uma alimentação adequada e balanceada, rica em proteínas e em vitaminas. Além disso, também é importante praticar regularmente atividades e exercícios físicos e manter o equilíbrio mental. Manter o corpo sempre ativo e em movimento, acaba favorecendo a circulação sanguínea e ainda a absorção de elementos ativos e a nutrição dos fios.

Dependendo da razão que está causando a queda de cabelo, o problema pode ser recorrente. Ou seja, caso haja uma predisposição genético.

Existem diversos tipos de tratamentos que ajudam a combater a queda de cabelo. O método mais moderno existente nos dias de hoje é a associação de procedimentos que nutrem, estimula e reativam o nascimento de fios. O tratamento é feito de acordo com o grau de queda de cada indivíduo e os princípios ativos utilizados são escolhidos de acordo com o real problema.

Estresse e medicamentos podem provocar a queda de cabelos - saiba mais

Fatores que podem ocasionar a queda capilar

A queda capilar pode se dar por inúmeros fatores como por exemplo deficiência de ferro, síndromes e patologias, problemas na tireoide, exposição excessiva ao sol, herança genética, estresse, o uso de alguns medicamentos, danos químicos provocados por outros processos estéticos e químicos como escovas progressivas e anestesias prolongadas.

Pesquisar
Artigos Relacionados