DVD Shrink

links patrocinados

DVD Shrink

DVD Shrink

Sobre o DVD Shrink

O DVD Shrink é um dos programas mais utilizados para fazer backups de DVDs. Apesar de sua interface confusa nos primeiros contatos que o usuário estabelece, o software é bastante versátil e prático.

Um dos recursos mais interessantes do programa consiste no modo “Re-author”, que permite ao usuário criar DVDs personalizados a partir de outros já existentes. Por meio dessa função, é possível cortar trechos que você não deseje e inserir outros vídeos, por exemplo.

Vantagens

Qualquer DVD sofre deteriorações por conta de sua utilização. Por isso, muitos usuários procuram fazer cópias deles para usar, enquanto conservam o DVD original. Um programa como o DVD Shrink possibilita fazer essas cópias de forma muito fácil.

Com ele, você pode, por exemplo, extrair e copiar DVDs inteiros, compactá-los para caber em mídias com menos espaço de armazenagem, como um CD, gravar a imagem ISO no computador, ou seja, a estrutura do DVD para ser gravado posteriormente em uma mídia, e até mesmo editá-los.
O programa roda nos sistemas Windows XP, 7, 98 e 2000.

Como copiar

Para copiar um DVD na íntegra, você deve abrir o programa e selecionar o modo “Full Disc”. Em seguida, clique em “Open Disc” e, na janela que será aberta, escolha o drive de origem, ou seja, o DVD a ser copiado.

O programa irá fazer uma análise prévia do DVD e montará sua estrutura. A partir dessa prévia, você pode verificar o tamanho que resultará da cópia e, assim, fazer alterações para reduzir. Depois de fazer as alterações desejadas, clique em “Backup!” e uma nova janela com as opções de salvamento será aberta. Nessa janela, defina o formato de saída e o local em que deseja salvar a cópia e clique em OK para que o programa execute a tarefa.

Já no modo Re-author, é possível editar o DVD. Como já foi adiantado, o programa permite cortar trechos do filme e inserir outros trechos, uma forma de compor arquivos criativos, além de retirar e inserir legendas prontas. Muitas pessoas utilizam esse recurso para fazer clipes de suas músicas ou filmes favoritos e publicar em sites como o YouTube.

DVD Player DivX e RMVB

DVD Player DivX e RMVB

Sobre o DVD Player DivX e RMVB

Tanto o RMVB quanto o DivX são tecnologias que aumentam a qualidade dos vídeos. Agora, comprar um DVD player já com estes dois recursos significa poder assistir filmes e documentários com qualidade superior e ainda ter compatibilidade com uma quantidade maior de extensões.

Até há aproximadamente dois anos não se encontrava no mercado DVDs player já com a possibilidade de rodar vídeos em RMVB e com o codec do DivX. Hoje em dia, estes aparelhos estão se tornando comuns e resolvendo um problema dos usuários, que antes baixam os vídeos em RMVB e precisavam fazer a conversão de formato para poder assistir no DVD.

Hoje em dia, os DVDs players são aparelhos multimídias, que rodam várias extensões de arquivos e permitem várias funcionalidades.

DivX

Muita gente ouve e lê o nome DivX, mas não sabe o que é. O DivX nada mais é do que um codec criado para a compactação de vídeos digitais. A diferença é que ele não faz o vídeo perder resolução. Na verdade, mantém-se a qualidade do vídeo.

A forma de compactar do DivX é como um MP3 para vídeo. Só que, ao invés de deletar os sons sobrepostos, o compactador repete as imagens não modificadas quadro a quadro. Ou seja, quando uma cena é gravada com a câmera parada, o DivX arquiva só um frame e vai repetindo até que seja feita alguma alteração. O resultado é um arquivo menor e com uma qualidade bastante parecida à original.

RMVB

O formato RMVB – ou Real Media Variable Bitrate – é uma extensão variável de bitrate do Real Media Player. A extensão é idêntica à “.rm”, mas ele faz a variação de taxa de dados segundo a complexidades das imagens em cada frame. Desta forma, o vídeo também fica menor e com uma qualidade ótima, assim como no DivX.

Antigamente, o RMVB somente podia ser utilizado diretamente no computador e, para assistir no DVD, era preciso alterar a extensão do arquivo, fazendo uma conversão. Agora, com os novos DVDs, não é mais preciso alterar o formato.

Pesquisar
Artigos Relacionados