Construção de Belo Monte

construção de belo monte

construção de belo monte

No Brasil, um dos principais tópicos na discussão sobre o desenvolvimento do país é a sustentabilidade e a preservação ambiental, pois alguns defendem que não há como cuidar do meio ambiente e ao mesmo tempo investir no país. Enquanto isso, os ambientalistas defendem justamente o contrário, que é onde entra o conceito da sustentabilidade.

Discussão recorrente

Assunto recente que vem gerando polêmica entre os dois lados da questão é a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Quando as obras começarem, a construção deve ocupar uma área de 516 km² e percorrer 100 km do rio Xingú, localizado no estado do Pará.

A sua localização é o que vem incentivando o debate sobre a devastação ambiental em prol do desenvolvimento industrial. Ao mesmo tempo em que os favoráveis à implementação da Usina defendem que ela passará a ser a maior provedora de energia à população brasileira, ambientalistas argumentam que há outras maneiras de obter energia.

Existe também uma questão de alimentar o poder brasileiro comparado ao restante do mundo, pois, uma vez construída, a Usina de Belo Monte se tornará a terceira maior hidrelétrica do mundo. O custo estimado para construir a Usina é de R$19 bilhões. Acredita-se que ela terá potencial para alimentar uma regial com 26 milhões de habitantes.

Polêmica inevitável

Além do fato de desmatar o meio ambiente para garantir a sua construção, a Usina de Belo Monte vai acabar interferindo na vida das tribos indígenas daquela região. A vazão da água vai inundir o caminho que garante o acesso a médicos e serviços básicos às comunidades ribeirinhas.

A mesma vazão terá consequências para outros segmentos do ambiente, como a fauna e a flora. De acordo com um estudo apresentado pelos ambientalistas, a inundação vai fazer com que as raízes das árvores apodreçam, sendo que estas são a principal fonte de alimentos para os peixes da região.

Porém, os protestos contra a construção da Usina parecem não ter mais importância atualmente. O Ibama concedeu a autorização necessária às empresas envolvidas para que as obras comecem. Por fazer parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o projeto também é importante para o Governo Federal.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados