CBO MTE

links patrocinados

CBO MTE

CBO MTE

Sobre o CBO MTE

O Ministério do Trabalho e Emprego é um dos ministérios do Governo brasileiro. Ele foi criado no dia 26 de novembro de 1930 pelo então presidente do Brasil Getúlio Vargas.

Competência do Ministério do Trabalho e Emprego

Entre as competências do Ministério do Trabalho e Emprego estão as diretrizes para a geração de empregos e renda para a sociedade brasileira, bem como a modernização das relações de trabalho, além ainda de fiscalização do mesmo, inclusive o trabalho portuário.

Ainda compete ao Ministério do Trabalho e Emprego a aplicação de eventuais sanções previstas em normas legais ou coletivas, diretrizes na política salarial, formação e desenvolvimento profissional para melhor qualificação da mão de obra, buscar de forma ampla a segurança e saúde no trabalho, entre outras coisas.

O atual ministro do Trabalho é o político Carlos Lupi, do Partido Democrático Trabalhista, e foi precedido pelo ex-ministro Luiz Marinho. O orçamento para o Ministério do Trabalho e Emprego previsto pela União em 2008 foi de R$ 38,13 bilhões.

Classificação Brasileira de Ocupações do Ministério do Trabalho e Emprego

Classificação Brasileira de Ocupações do Ministério do Trabalho e Emprego foi criada em 1982 e sua última modificação foi feita no ano de 2002, pelo governo do ex-presidente da República do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva.

Sua finalidade está na identificação das ocupações no mercado de trabalho brasileiro, para fins de classificação perante os registros administrativos e domiciliares. Seus efeitos são meramente de ordem administrativa, não se estendendo nas relações de trabalho.

A regulamentação da profissão diretamente da Classificação Brasileira de Ocupações é feita através de lei, onde sua apreciação é feita através do Congresso Nacional, pelos Senadores da República e Deputados Federais, que por sua vez é levado para sanção do Presidente da República.

Nova Classificação Brasileira de Ocupações

Desde o surgimento da Classificação Brasileira de Ocupações, no ano de 1982, ela vem sofrendo alterações pontuais, entretanto sem modificações estruturais e metodológicas. A última modificação feita em 2002 fez com que uma nova metodologia fosse criada para a revisão e atualização completas de seu conteúdo.

Desta forma, a nova Classificação Brasileira de Ocupações tem uma dimensão muito importante estrategicamente para as políticas elaboradas pelo Ministério do Trabalho e do Emprego.

 

CBO 2010 Rio Grande

CBO 2010 Rio Grande

Sobre o CBO 2010 Rio Grande

O IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, que aconteceu entre os dias 17 e 21 de maio de 2010, foi sediado na cidade de Rio Grande, interior do Rio Grande do Sul. Alguns devem se perguntar por que num estado do sul do país, onde geralmente é mais frio. No entanto, Rio Grande possui a Universidade Federal de Rio Grande (FURG), onde possui o curso de Oceanografia.

Até alguns anos atrás, poucas universidades brasileiras ofereciam o curso, pois ele exige muitas especificações, como, por exemplo, ser ofertado em cidades litorâneas. A cidade de Rio Grande fica no extremo sul do Rio Grande do Sul. Além da FURG, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul também possui Oceanografia.

CBO

O IV CBO foi um dos maiores congressos sobre Oceanografia já realizados no país. Durante os cinco dias de evento, os participantes puderam assistir a 15 palestras, participar de 26 workshop e 11 mini-cursos, além dos cinco cursos técnicos. Estiveram presentes pesquisadores brasileiros e estrangeiros, provenientes da Espanha, Estados Unidos, Austrália e Alemanha.

O evento aconteceu no Centro Integrado de Desenvolvimento Oceânico e Costeiro (CIDEC-Sul). Além do papel fundamental que todo evento carrega, de ser um espaço de discussão sobre temáticas da área, o IV CBO teve um significado a mais: comemorar os 40 anos do primeiro curso de graduação em Oceanografia do Brasil, que foi o da FURG, inaugurado em 1970.

Programação

A programação do evento foi bastante extensa. Quem participou teve a chance de participar de workshops sobre diversos temas dentro da Oceanografia, como, por exemplo, Lixo nos Ambientes Marinhos e Costeiros; 30 anos de Pós-graduação em Oceanografia Biológica na FURG; A Constituição e Ação do Profissional da Oceanografia nas Organizações Não-Governamentais; Aquacultura e Oceanografia, entre outros.

Já as palestras também abordaram temas muitos distintos e importantes. Algumas delas foram: Connections and interactions between the various surface and ground watersheds of southern South América; Oceanografia Aplicada à Maricultura; Eutrofização Costeira: aspectos locais e globais; Recifes Artificiais: avaliação crítica.

Os congressistas tiveram a oportunidade de fazer mini-cursos e cinco diferentes cursos técnicos, que eram: Curso de Observadores de Bordo para Atuação em Navios de Sísmica; Critérios e categorias IUCN, aplicado a organismos marinhos; Revitalização de rios e arroios: procedimentos e perspectivas; Método de Análise de EIA/Rima(s); Processamento de Dados de Multibeam e Geoprocessamento com Poseidon (usando software livre e Poseidon).

GD Star Rating
loading...
CBO MTE, Nota: 2.8 de 5 com 5 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados