CBO Classificação Brasileira de Ocupações

CBO Classificação Brasileira de Ocupações

CBO Classificação Brasileira de Ocupações

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) existe a mais de 20 anos no Brasil e neste documento contém a descrição das inúmeras atividades trabalhistas que são desempenhadas no Brasil. O CBO é um documento que além de descrever o que cada atividade realiza, também traz peculiares dessas profissões e,assim, se tornou uma ferramenta oficial quando essa descrição se faz necessária.

O documento

Em 1982, foi publicada a primeira edição do CBO, mas ela não se mantém até hoje, pois muitas atividades tiveram suas funções alteradas ou novas foram incluídas no documento, sendo que com o passar dos anos, a CBO passou também por mudanças estruturais e metodológicas. A última mudança realizada foi no ano de 2002, a qual é seguida até hoje.

Nesta última versão uma das grandes mudanças foi a de que as ocupações descritas foram divididas e enquadradas em famílias, onde cada uma forma um grupo de trabalho que reúne atividades semelhantes e dentro disso, cada grupo pertence a um grupo mais amplo. E esse é o principal objetivo do documento: apresentar e descrever características e enquadrar as atividades e profissões que estão presentes no Brasil. Todas as alterações pelas quais passou estão ligadas com mudanças que ocorrem por todo o país, tanto no cenário econômico, quanto no social.

Para se ter acesso ao documento, basta acessar o site do Ministério do Trabalho e ter acesso a todas as classificações. Além disso, também é disponibilizado para a população o CBO através de um CD.

CBO 2002

Para realizar as alterações necessárias na CBO, uma nova forma para descrever as atividades foi utilizada, onde grupos de profissionais foram formados conforme as famílias descritas no documento. Essa nova forma pretendia procurar a melhor forma de descrever uma atividade, e a melhor forma de fazer isso era através da descrição de quem exerce de forma efetiva essa ocupação, para isso foi necessário que pesquisadores entrassem em contato com esses trabalhadores, além do auxílio de diversos indivíduos em todo o país.

Essa reestruturação foi importante para que houvesse a padronização de códigos que acompanham cada atividade descrita no CBO assim como suas atribuições, que servem de base em diversos setores do mercado de trabalho e da mesma forma colaboram nas políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Composição

A CBO está apresentada de forma hierárquica, que conta com dez grandes grupos (GG), 47 sete subgrupos principais (SGP), 192 subgrupos (SG), 596 grupos de base ou famílias ocupacionais (SG), que totalizam mais de duas mil ocupações descritas.

Cada ocupação conta com um número que a identifica, além da classificação descritiva. Esse código é muito utilizado em registros de trabalhadores nos setores administrativos e também em pesquisas como o Censo. Já a descrição apresenta quais as atividades que aquela profissão desempenha e o que é necessário para exercê-la.

Os grupos

O CBO tem como principal norteador os dez grandes grupos, que reúnem atividades semelhantes. São esses grupos: Policiais e Bombeiros Militares; Dirigentes de organizações de interesse público, de empresas e gerentes; Membros superiores do poder público; Profissionais das ciências e das artes; Forças Armadas, Técnicos de nível médio; Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados; Trabalhadores de serviços administrativos; Trabalhadores agropecuários, florestais, da caça e pesca; Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais; Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais; Trabalhadores de manutenção e reparação.

Fotos

CBOCBO
Classificação Brasileira de OcupaçõesClassificação Brasileira de Ocupações
Algumas das profissões previstas na CBOAlgumas das profissões previstas na CBO

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados