Cadeia alimentar

links patrocinados

Cadeia alimentar

Cadeia alimentar

Cadeia alimentar representa a sequência de seres vivos dependentes uns dos outros para se alimentar. Em uma cadeia alimentar há fluxo de energia, que se inicia no produtor e termina no decompositor, não voltando a ser como era antes.

O que é cadeia alimentar?

É importante conhecermos a cadeia alimentar para que possamos compreender o equilíbrio existente na natureza, sabendo que animal depende do outro ou de determinada planta para tentar evitar desequilíbrios com a matança desordenada, desmatamento ou uso de pesticidas.

A cadeia alimentar é formada, basicamente, por produtores, consumidores e decompositores, sendo que a energia sempre flui neste sentido, começando no produtor e terminando no decompositor.

Níveis da cadeia alimentar

Em uma cadeia alimentar, seres vivos com necessidades alimentares parecidas com relação à fonte principal de alimento são agrupados em níveis, chamados de tróficos.
O primeiro nível trófico de uma cadeia alimentar é formado pelos produtores, que são todos os seres vivos autotróficos clorofilados, ou seja, capazes de produzir seu próprio alimento por meio da fotossíntese. Este processo, capaz de transformar energia luminosa em química, é o único que possibilita a entrada de energia no ecossistema. Pertencem a este nível as plantas, alguns tipos de algas e algumas espécies de bactérias.

O segundo nível da cadeia é composto por seres heterotróficos, que são todos aqueles que não são capazes de produzir seu próprio alimento e assim, precisam obter a energia de que necessitam através de substância orgânica produzida por outros seres. Estes seres são denominados de consumidores, que podem ser primários, secundários, terciários e assim por diante. Os consumidores primários são aqueles que se alimentam dos produtores, também chamados de herbívoros, como o urso panda e a vaca, já os secundários são aqueles seres carnívoros que se alimentam de herbívoros, tais como leão e lobo. O ser humano é um exemplo de consumidor terciário, pois se alimenta tanto de produtores, quanto de herbívoros.

O nível seguinte é formado pelos decompositores, entre eles bactérias e fungos, responsáveis por transformar a matéria orgânica em inorgânica, garantindo que os compostos voltem ao solo para serem utilizados por uma planta ou alga, fechando o ciclo da cadeia e fazendo com que ela se reinicie.

Teias alimentares e fluxo de energia

A cadeia alimentar, quando descrita como agora, parece ser uma relação bastante simples entre os seres vivos. No entanto, na natureza estas relações em que um organismo depende do outro para sobreviver são bastante complexas. Neste caso as cadeias alimentares deixam de existir e surgem as teias alimentares, que representam várias cadeias, interligadas e ocorrendo ao mesmo tempo.

A energia que circula por entre os diferentes níveis de uma cadeia alimentar é variável e diminui a cada passagem de nível. Estima-se que apenas 10% de energia seja transferida de um nível para o outro, e isto por diversos motivos, entre o principal a manutenção de atividades vitais como reprodução, respiração e fezes. Grande parte da energia também é perdida sob a forma de calor. Por conta disto, em uma cadeia alimentar geralmente não há mais do que cinco níveis, visto que a partir de determinado momento a energia restante se torna insuficiente para garantir a subsistência do ser vivo participante no nível seguinte.

Fotos

Confira Fotos sobre Cadeia alimentar:

Como funciona a Cadeia alimentar Base da Cadeia alimentar Ciclo Cadeia alimentar Como se organiza Cadeia alimentar

Pesquisar
Artigos Relacionados