Alergia Alimentar

links patrocinados

Alergia Alimentar

Alergia Alimentar

De repente passamos a nos sentir mal quando ingerimos um determinado tipo de alimento. Muitas vezes surgem manchas de um mesmo padrão ou ocorre a falta de ar, por exemplo. Isto pode ser o sinal de alergia alimentar – ocasionada por alimentos que não são bem aceitos por nosso organismo e que, por sua vez, pode reagir de diversas formas.

O que é Alergia Alimentar

Diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, qualquer tipo de alergia pode surgir em qualquer momento da vida e em qualquer pessoa. Assim, os sintomas precisam ser verificados com urgência para se ter noção da gravidade do problema.

Sintomas da Alergia Alimentar

A alergia alimentar é a reação do corpo humano a determinadas substâncias encontradas em alguns alimentos. Ao ingeri-las, elas reagem de forma agressiva à condição corporal do indivíduo e o sistema imunológico a acusa como uma substância invasora, capaz de causar algum mal. O sistema imunológico envia ao local outras substâncias que, ao reagirem com a primeira, podem causar uma situação alérgica.

A alergia alimentar é bem comum e parece ter aumentado nas últimas décadas – principalmente entre os brasileiros. Uma das causas possíveis do problema pode estar nos hábitos alimentares das pessoas: os alimentos de hoje possuem mais componentes artificiais que antigamente e são mais consumidos do que os alimentos naturais. Mesmo os alimentos naturais podem causar, de uma hora para outra, uma alergia alimentar – pelo estranhamento repentino do corpo às substâncias já ingeridas. O uso irrestrito de agrotóxicos, tão amplamente usado na produção de alimentos, podem causar distúrbios químicos no corpo humano.

Tratamentos para Alergia Alimentar

Há ainda as causas genéticas, que são mais frequentes e que podem se desenvolver na infância ou a qualquer momento da vida. O próprio corpo passa por diversas mutações ao longo do tempo e estas reações podem causar outra, como a alergia alimentar, por exemplo.

Os mais atingidos por alergias alimentares são as crianças – cerca de 7% das crianças brasileiras possuem algum tipo de alergia alimentar. Já entre os adultos, a média é de 2% a 3%.

Tipos de Alergia Alimentar

A alergia alimentar pode ser de dois tipos: por reações tóxicas – causadas por toxinas presentes nos alimentos e agentes infecciosos, ocorrendo após a ingestão de alimentos contaminados. E podem não ser reações tóxicas – trata-se de uma intolerância a algum alimento ou substância ou ainda ser uma hipersensibilidade . Neste caso, pode ocorrer uma reação alérgica quando ingerido um derivado de lactose ou glúten (os mais comuns), por exemplo, ou pode ocorrer uma reação quanto ao mau funcionamento da imunidade da própria pessoa .

Sintomas

Tipos de Alergia Alimentar

Os sintomas da alergia alimentar são bem variados: diarreia, manchas vermelhas, tosse, coceira e chiado no peito, falta de ar, etc. Esses são os principais efeitos da alergia. Porém, é importante ressaltar que não é possível classificar os tipos de alimentos e seus possíveis sintomas alérgicos, pois variam muito para cada paciente.

Além disso, as pessoas, ao longo da vida, apresentam mais de uma dessas manifestações ou as reações vão se alternando. Ao ingerir um alimento causar do alergia na infância, o sintoma poderia ser diarreia. Na adolescência, os sintomas da mesma alergia alimentar poderia ser coceira. E já na fase adulta, o sintoma poderia transmutar para rinite.

Tratamento

O mais conveniente é que se interrompa a ingestão do alimento que contenha a substância causadora de reações alérgicas. Deve-se procurar um médico especialista para que se faça avaliações clínicas e exames laboratoriais, que envolvem testes alérgicos, consultas frequentes e exames de sangue específicos para pesquisas de alergias.

Ao se descobrir o causador da alergia alimentar, é possível identificar também uma forma de tratamento. As vacinas, quando possível, são cada vez mais usadas e apresentam bons resultados. No caso de rinite, por exemplo, mudam-se os hábitos quanto à higienização nasal e os anti-histamínicos são frequentemente utilizados, além dos corticosteroides tópicos. O tratamento é bem exclusivo para cada pessoa e para cada tipo de situação de alergia alimentar.

Causas geneticas da Alergia Alimentar Tipos de Alergias

Pesquisar
Artigos Relacionados