Açúcar em excesso prejudica o cérebro, diz estudo

Açúcar em excesso prejudica o cérebro, diz estudo

É bastante comum ouvirmos falar de pessoas que, durante a realização de uma prova extensa e difícil, como vestibulares e concursos públicos, levam lanchinhos calóricos e bastante açucarados, com o intuito de obter mais energia para realizar a atividade.

Mas o que essas pessoas não sabem é que, ao contrário do que se imagina, o açúcar em excesso pode retardar o cérebro ao invés de estimulá-lo. É o que diz um estudo realizado na Universidade da Califórnia (Ucla). Ela foi divulgada no último dia 15 de maio, no Journal of Psychology.

A pesquisa norte-americana mostra que grandes quantidades de açúcar no organismo acabam por dificultar a comunicação entre os neurônios e deixar o cérebro lento. Por isso, quando for fazer qualquer coisa que exija muita concentração e esforço cerebral, esqueça os alimentos doces, principalmente com açúcar refinado – que tem maior quantidade de glicose.

O mesmo estudo descobriu, por outro lado, que o Ômega 3 – substância oleaginosa encontrada principalmente em peixes de água fria, como salmão, atum e sardinha – fazem o efeito inverso ao do açúcar e facilitam as conexões cerebrais, deixando a pessoa momentaneamente “mais inteligente” após a ingestão. Castanhas, nozes e algumas sementes também são boas fontes desta substância.

O estudo

O resultado desta pesquisa é proveniente de um estudo com camundongos. Os animais foram divididos em dois grupos, e alimentados por seis semanas com xarope de milho (alimento com alta concentração de frutose). Um destes grupos também recebeu ômega 3.

No teste, os camundongos foram desafiados a fazer uma atividade que já haviam aprendido antes: encontrar a saída de um labirinto. O resultado foi que todos os ratos tiveram dificuldade de encontrar a saída depois da “dieta” repleta de açúcar, mas que aqueles que consumiram ômega 3 conseguiram encontrá-la mais rapidamente. Os alimentados somente com o xarope de milho não conseguiram.

Os pesquisadores lembram, contudo, que a glicose é essencial para o funcionamento do cérebro. Ela é o combustível cerebral, mas em excesso acaba prejudicando mais do que ajudando. O ideal –que não é segredo para ninguém – é manter o equilíbrio da alimentação, e consumir alimentos ricos em açúcar moderadamente, dando preferência aos monossacarídeos (obtido através das frutas, por exemplo).

GD Star Rating
loading...
Açúcar em excesso prejudica o cérebro, diz estudo, Nota: 5.0 de 5 com 1 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados