Ácido úrico elevado

links patrocinados

Ácido úrico elevado

Ácido úrico elevado

O ácido úrico é uma substância produzida pelo corpo humano, sendo com frequência eliminada através da urina, e tendo o restante de suas substâncias aproveitadas e aplicadas no sangue. Os níveis do ácido úrico podem aumentar por diferentes razões, mas as principais são: uso de alguns medicamentos que tem isso como consequência, aumento da produção devido a ingestão de determinados alimentos que contam com a enzima ou ainda porque o paciente elimina pouco da substância pela urina.

Essa taxa elevada (resultando em uma doença chamada hiperuricemia) forma cristais sólidos que vão se depositando em diferentes partes do corpo (principalmente articulações, na pele e nos rins). Esses cristais quando acumulados provocam crises sérias de artrite do tipo aguda e secundária, apresentadas com frequência, embora não limitadas, aos seguintes membros: pés, calcanhares, dedos do pé, joelhos, tornozelos, entre outras partes inferiores do corpo. Quando os cristais são formados nos rins, podem resultar em cálculo renal ou insuficiência renal dos tipos aguda ou ainda a crônica.

O diagnóstico só é confirmado com certeza absoluta após um exame de sangue específico, que mede a concentração do ácido úrico no corpo. Não existe uma cura efetivamente, mas existem formas de diminuir as crises e um tratamento que evita o progresso ou acúmulo de mais cristais. Alguns exemplos incluem: evitar ingerir alimentos com a substância purina (frutos do mar e carnes vermelhas, bem como peixes como salmão e sardinha), o estresse físico e o consumo de bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja. A sugestão é se adaptar a um cardápio rico em frutas, verduras e o mínimo possível de produtos industrializados. Além disso, é preciso beber bastante água.

Mais informações

A doença chamada de hiperuircemia, popularmente conhecida como Gota, possui uma incidência de 0,3 em cada mil habitantes, sendo que em noventa e cinco por cento dos casos predominantes em homens entre trinta e cinqüenta anos e, no raro caso das mulheres, aparecendo após a menopausa. Na maioria das vezes a gota é hereditária, embora as crises sejam recorrentes devido a dieta alimentar, enquanto que em outros casos decorre do uso de medicamentos.

Os sintomas que dão início à suspeita de gota incluem a dor muscular forte, inchaço da área em questão, impossibilidade de movimento. As primeiras crises podem durar entre cinco e sete dias, sendo que as seguintes podem demorar entre três meses até dois anos para se repetirem com a mesma intensidade ou maior. A gota não é considerada uma doença grave, mas pode estar relacionada com outras que sejam (como por exemplo a hipertensão, a obesidade, a dislipidemia e o diabetes.

Durante as crises, é possível ingerir analgésicos para amenizar a dor, bem como fazer compressas de gelo na área em questão. Existem diferentes tipos de chás que tem como consequência a expulsão do ácido úrico do corpo (como por exemplo o barba de milho, pé de cereja, dente de leão, entre muitos outros) – que também servem como ingestão de água para o paciente. Esses tipos de tratamentos, entretanto, não deixam de ser caseiros e não substituem a orientação médica.

Fotos

Confira Fotos do Ácido úrico elevado:

Ácido úrico elevadoÁcido úrico elevado
Alguns alimentos aumentam o nível do ácido úricoAlguns alimentos aumentam o nível do ácido úrico
O diagnóstico é dado através do exame de sangue específicoO diagnóstico é dado através do exame de sangue específico

Pesquisar
Artigos Relacionados